domingo, 13 de setembro de 2009

SABOR DE POESIA


Tenho grande amor pela poesia
Admiração sem hipocrisia
Pois ela me traz a paz de que tanto preciso
Sinto que com ela assumi um compromisso.
Gosto do seu sabor
E dele sinto saudade
Quando não consigo expressar
Meu lado humano
Cheio de verdade
Alegria e calor.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

NOVOS OLHOS


Hoje em dia tenho novos olhos
Para enxergar a dura realidade
Que está diante de mim,
Juntamente com a suposta ignorância
Cheia de falsidade!
Mas eu poderia ter novos olhos
Ver apenas as coisas boas que acontecem,
E que muitas vezes, não são
Valorizadas como se deve.
Eu queria ter novos olhos,
E que deles não saíssem lágrimas
Carregadas de tristeza,
Mas que as mesmas agora tivessem
Motivos de alegria...
Esses novos olhos
Veem a tristeza como algo que
Conta histórias simplesmente
Infinitas.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

CASA DOS LOBOS


A casa dos lobos
Me revela a escuridão
Unida a um medo
Latente e óbvio...
Os lobos me perseguem
E ninguém pode ouvir meus gritos
Apesar dos ecos entre as pedras.
Tento fugir, mas minhas pernas estão
Tão fracas...
Meus joelhos fraquejam e meus
Olhos padecem em lágrimas de sangue.
A minha carne é consumida pelos animais,
Que não me deixam sofrer pelos cortes
Inócuos
Que sofri.

domingo, 6 de setembro de 2009

DESCRIÇÃO


Descrever é limitar
Os espaços inacabados
Das rotas que ainda
Não foram seguidas...
Descrever pode ser tentar explicar
O que ainda não foi explicado
E que ninguém entendeu.
Descrever pode ser visualisar
O que ainda não foi visto
Que ninguém pode ver.
A descrição da vida
É apenas
Aprender a
Viver.

sábado, 5 de setembro de 2009

ELEMENTOS


Os 4 elementos
Em todos os momentos
São água, terra, fogo e ar
Mas há também quem ouse falar
Sobre o seu pensamento
De que o 5° elemento
São os seres humanos.
Quem domina a água, incontrolável
É alguém sensível e afável
Já com o fogo, elemento destrutível,
Pessoa bruta, mas justa.
Quem é da terra
Pessoa concreta
Prática, sincera
E sarcástica
Quem é do ar,
Gosta de falar
É alegre, leve
Quase capaz de voar.
Mas o homem, 5° elemento
Em nenhum momento
Se consegue controlar
Pois só ele pode dominar
Os 4 elementos
Água, terra, fogo e ar.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

MEU CAMINHO


Há muito tempo tento entender
O que de fato é a solidão
Não sei o que posso fazer
Para acalmar meu coração.
Quero apenas seguir meu caminho
Descobrir se na vida existem verdades
Parar de me sentir sozinho
Já que estou preenchido de saudades...
Através da minha janela sinto a brisa
A chuva chega aos poucos
É disso que minha alma precisa,
Libertar seus sentimentos loucos.
No meu caminho pretendo encontrar alegria
Esperança de poder amar
Sentir que a tristeza é apenas uma utopia
Assim sempre ficar.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

DESASTRE TECNOLÓGICO


Perdi os dados do meu pendrive
Fiquei muito chateado
Minha raiva ainda sobrevive
Pois meu celular está pifado.
Meu orkut insiste em dar erro
Não aguento mais clicar no "Voltar"
Ler os recados eu quero
Mas a janela acabou de se fechar.
Nossas fotos pretendo escanear
A impressora não está ligando
Não gosto de me alterar,
Mas minha paciência está acabando.
Achei melhor desistir,
Resolvi sentar para escrever
Em versos ver meu coração implodir,
Fazer um poema pra você.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

ESPELHO DO MEDO


Um espelho encontrei
Parei para nele me olhar
De repente, me assustei,
Pois vi ele sozinho se quebrar.
Tentei juntar seus cacos
Acabei cortando meus dedos
Os pedaços se tornaram opacos,
Revelando meus segredos.
Senti meu coração apertado
Comecei a chorar
Me lembrei do meu passado
Sem saber o que pensar.
Vi palavras no vidro se escreverem,
Querendo algo me dizer
Senti minhas mãos tremerem
Desse dia não consigo esquecer.
Estava escrito:
Eu sou o espelho do medo
Não esqueço o que em mim foi refletido
E conheço o seu segredo.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

A REBELDIA REGREDIU!


Eu resolvi dar um tempo,
Quero sair de casa e
Vagar só para sentir
O vento!
Por que a rebeldia regrediu
E se rebaixou? Doce rebeldia
Que nos acolheu e nos amou!
Oh! Deus, por que todos nos
Olham como animais?!
Mesmo quando presentes
Falam de nós como se
Não existíssemos mais...
Minha rebeldia é particular
Me disseram que não devo me importar
Com o que dizem de mim!
Talvez eu não seja tão forte quanto pareço
Entre as farpas da minha rebeldia
Mas somente quero encontrar
O que quero e mereço
Ter e ser na vida...


*poema da minha amiga Gee que ajudei a terminar a partir de "minha rebeldia é particular".

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

AMOR E AMIZADE PERMANENTES


Não dá pra não pensar em ti
Não aguento mais não poder lhe ver
Peço ao vento, meu velho amigo,
Que leve um beijo em teus lábios.
Você me faz tanta falta!
De um abraço eu ando precisando
Por isso, tão triste eu ando...
E com carinho quero te abraçar
Teu sorriso pode me acalmar.
Quero estar sempre ao teu lado
Nunca quero que sejas magoado
O tempo e a distância não vão nunca apagar
O que por ti eu sinto
Me sinto segura contigo
Sei que és meu amigo
Só quero ter certeza disso
Para tranquila me sentir
Era tão bom o teu jeito doce
Queria que assim sempre fosse
Você está muito mudado
Mas por mim vai voltar ao normal
Ao teu lado me domina a timidez
Mas contigo me sinto bem
Quero que tudo volte a ser como antes, outra vez.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

VELHA AMIZADE


Aquela velha amizade
Não me deixa nunca sozinho
E me traz felicidade
Se me acompanha no caminho.
Essa relação tão antiga
Nossa grande empatia revela
Mesmo quando a gente se implica
Continua sendo simples e bela.
Estamos juntos nas alegrias e mágoas
Ao meu lado caminhas léguas
Em ti confio, teu coração é puro como limpas águas
Nos episódios de brigas, procuramos promover tréguas...

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

DO SEU LADO


Quero estar do seu lado
Te fazer muito feliz
Esquecer as coisas ruins do passado
Isso é tudo o que eu sempre quis.
Estarei sempre do seu lado
Você pode contar comigo
No meu coração você está guardado
Já é mais do que meu amigo.
Nunca te deixarei sozinho
Preciso muito do seu amor
Poder seguir em paz meu caminho
Juntos esperando o sol se pôr...
Iluminando minha vida
Nada mais posso fazer
Cure aos poucos essa ferida
Do seu lado quero permanecer!

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

ESTA SAUDADE


Me encontro sozinha na minha casa
O anjo que me protege quebrou a asa
Estou à espera de um bom tempo!
Te procuro numa rua vazia
Quero acabar com esta agonia
No dia que você voltar
Apenas me dê um simples beijo!

sábado, 8 de agosto de 2009

AMORES, CORES E FLORES


Amores, cores e flores
Todos podem ser intensos
Amores intensos e verdadeiros
Não são esquecidos
Mas são acrescidos
De flores doces e perfumadas
Que os apaixonados presenteiam a suas amadas
Cores pintam as flores
Amores podem deixar cicatrizes
Mas as horas felizes
As flores podem nos trazer
E ajudar a esquecer
De coisas que nos fazem mal
E fazem um canal
Com as cores
Flores e cores
Que rimam
Com os amores

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

AMAR EM VÃO


Me diga quem sou!
Não me lembre do que passou
Vou encontrar aquilo que me restou...
O que é bom pra mim preciso saber
Meu coração não quer mais sofrer.
Já amei muito e me magoei
Quero de volta a luz que apaguei
Abandonar o resto? Não sei!
Preciso realizar o que sonhei
De amar em vão
Agora eu cansei
Passar a vida ferindo o coração...
Preciso aprender
A com a solidão conviver
O que há em minha volta perceber
Nada te valeu o meu amor
Me restou somente a dor!
Chorar e sofrer de novo
De modo algum
Porque não me deu valor nenhum
O que me deu eu não sei
Mas de amar em vão
Eu cansei...
Comigo você não brinca mais, não!

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

DORME COMIGO


Dorme comigo
Só mais essa noite,
Me deixe repousar
Outra vez
No silêncio dos teus braços,
Sem pensar em mais nada.

Dorme comigo,
Não me deixe sozinha
Na nossa cama...
Preencha minhas horas vazias
Com seus carinhos...

Dorme comigo,
Conforte-me no calor
Do teu corpo,
Pois os lençois que
Me cobrem não conseguem
Me aquecer direito...

Dorme comigo,
Traga-me o amanhecer mais
Bonito...
Na luz do teu sorriso!

domingo, 2 de agosto de 2009

DERRADEIRO SOM


O derradeiro som de suas palavras
Invadiu sem temer meus ouvidos...
Me dizendo apenas adeus!
Ele me fez sentir muita dor.
Vejo as pichações na faxada do meu prédio,
Como simples
Mensagens ocultas da alma...
Minhas mágoas espalhadas
Pelo chão...
Com flores esmagadas pela
Cinza das
Horas óbvias dos
Dias comuns
Que ainda
Não vivi
Esperando a sua
Volta.

sábado, 1 de agosto de 2009

MISSÃO HUMANÓIDE


Conhecer, multiplicar o amor
Provar o seu sabor
Honrar o compromisso que fez,
Sempre tendo a verdade como algo essencial e cortez.
Essa é a missão do ser humano
Realizar seu plano...
Quero revelar meu lado poético,
Simples e cético!
Escrever talvez usando rimas
Como alegres colombinas...
Divulgar sua própria filosofia
Sorrir com alegria!

sexta-feira, 31 de julho de 2009

FLORES NO LIXO


Por que as flores estão no lixo?
Por que não suporto suas mentiras!
Eu não esqueci o que você fez comigo
E seus presentes não podem me comprar.
Não quero mais o seu pseudo amor
Você me machucou muito!
Flores no lixo vão apodrecer
Que não me trazem nenhum perfume...
As suas flores estão no lixo,
Pode pegar de volta!
Não vou perder meu tempo
Ouvindo
Suas desculpas...
Adeus!

quinta-feira, 30 de julho de 2009

MINHAS ASAS CORTADAS


Silenciosamente
Deixo a chuva lavar
O sangue de minhas asas cortadas
E doloridas,
Junto com minhas lágrimas...
Me surpreendo com a imobilidade
Em que me encontro
Dentro das obviedades que já fiz,
As inutilidades que já disse
Que se repetem com insistência.
Meus pulsos estão cortados,
Mas onde estão minhas veias?
Não me sinto vivo,
Estou apenas perdido entre
Meus medos,
Vagando sem ter onde chegar,
Esperando que a morte me leve
E eu possa descansar
Minhas pobres asas cortadas
Que já perderam as penas...

quarta-feira, 29 de julho de 2009

EU NÃO AMO VOCÊ


Há dois anos atrás,
Eu fiquei com alguém.
Foi só um dia, nada mais,
Não fomos além.
Mas ele diz que acabou se apaixonando,
Depois de tanto tempo ter se passado
Ele continua nisso falando
Sempre bastante ansiado.
Quase nunca nos vemos,
Mas quando a gente conversa,
A mesma coisa nos dizemos,
Repetidamente e sem pressa.
Ele diz que das outras sou diferente,
Que gosta de mim de verdade,
Amor por mim ele sente,
E que até sente saudade.
Já teve várias curtas namoradas,
Que eu acredite nele isso dificulta,
Apesar das saudades dele terem sido confessadas.
Me pediu para ficarmos juntos
Pra me mostrar que certo daria,
Sentimentos talvez profundos,
Mas que limitado seria.
Eu aceitei as propostas
Mas quando conversamos, não posso negar nada!
Isso é um peso em minhas costas,
Me deixa magoada,
Porque nele já dei muitos foras,
Mas porque ele voltaria a me procurar,
Ficando nas idas e voltas,
E já não sei no que devo acreditar...
Só quero dizer: Eu não amo você!
Mas tenho medo de que suas palavras tenham verdade
Eu nada possa fazer
Eu te magoe com minha incerteza e talvez piedade.

terça-feira, 28 de julho de 2009

OLHOS DE ESTRELAS


Abro minha janela
E vejo as estrelas
Todas tão belas!
Fico a admirar a luz da luz da lua
As pessoas andando pela rua
E me lembro de você
Tenho tantas coisas pra te dizer...
Eu sei, e sinto que os teus olhos têm a luz
Das mais belas estrelas
Que os olhos são a janela da alma
Da alma não se esconde nada
Nenhuma coisa passada
Nenhum pensamento ou sentimento
Você mexe comigo
Sei que agora você não é só meu amigo...
Sei que às vezes eu me faço de forte
Assim como o norte
Que é pra onde os leopardos correm
O seu amor é importante pra mim
Espero que seja sempre assim
Nós dois, unidos, juntos
Vivendo coisas boas e ruins
Com palavras, carinhos e afins

sábado, 25 de julho de 2009

SENTIDO POÉTICO


Simples palavras minhas mãos escrevem
Confesso que não sei se vai ter sentido!
Mas sei que pretendo expressar minha emoção
Seja concreta ou sem noção...
Minha poesia pode não ser longa,
Mas mesmo curta e simples
Quero que tudo acabe bem...
Em versos...

segunda-feira, 20 de julho de 2009

POEMA DA MADRUGADA


Deitada sozinha em minha cama
Eu não consigo dormir
Seu nome minha voz chama
Mas você não pode me ouvir.
Já é alta madrugada
As horas passam devagar
Ouço o cântico da estrada
Esperando o amanhecer chegar.
Meus olhos padecem sob o teto
As palavras surgem sem perecer
Parecendo simples e obsoleto
Me encontro a escrever.
As palavras me surgem aos poucos
Devagar se unem em versos
Sentimentos, objetos soltos
Luz e escuridão subversos.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

FORA DAS SOMBRAS


Olho para meu reflexo no lago
E já não me reconheço mais.
Às vezes parece que a minha alma está ali
Estou sofrendo muito aqui
Não aguento mais ficar assim
Sinto que minha vida entrou
Numa espécie de coma
Me vejo sangrando por dentro
Escrevo palavras soltas
Fora das sombras!

terça-feira, 14 de julho de 2009

ROMANTISMO MÓRBIDO


Meu coração está apodrecendo
Por todas as ilusões que passei...
Minhas frases feitas
Já não me convencem mais.
As coisas que falo já não têm sentido
E acho que vou enlouquecer.
Meu coração ultimamente bate
Apenas para me manter viva
Com sentimentos vazios e talvez falsos!
Tento escrever uma poesia decente,
Mas o que sai são apenas
Palavras soltas no vento
Que passaram rapidamente
Por meus pensamentos obscuros
E fogem como água pelo ralo...
Lamentações de vida fúnebre
Sonhos enterrados no túmulo do eu-lírico
E nada mais...
Busca incessante por um amor
Que infelizmente me causa sofrimento,
Sempre perco meu tempo com
Coisas inúteis
E meu
Romantismo mórbido
Sem efeito algum.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

SONETO A DEWEY


Como pode um simples gatinho
Mudar a vida de uma cidade?
Sempre com muita amizade
Tratando a todos com carinho.
Tem pelagem alaranjada
Olho grande e dourado
É até hoje por muitos adorado
Viccki era sua amiga mais chegada
Numa gelada manhã de dezembro
Foi encontrado na caixa de coleta
De uma biblioteca
Isso eu bem me lembro

domingo, 12 de julho de 2009

TE AMO TANTO!


Te amo tanto!
Nunca pensei que fosse me sentir assim
Você é muito importante
Chegou de mansinho e mudou tudo
Te amo tanto!
Aquilo que sinto por você é muito forte
Que me traz segurança e amor
Me abrigo em seus braços e a tristeza vai embora
Quando você diz que me protege e me quer também...
Homem da minha vida
Te amo tanto!
Isso é mais forte do que eu
Sei que nada entre nós acabou
Te amo tanto!

sexta-feira, 10 de julho de 2009

TEMPESTADE


Vento frio, céu escuro
As flores perdem suas pétalas
Meus pés pisam sobre folhas mortas...
Gotas de água começam a cair
Discretamente sobre mim.
Há muito tempo tento entender
O motivo de minhas aflições,
Mas o que me resta agora é
Apenas sentar na árvore mais próxima!
Me perco em meus pensamentos tristes
Ouvindo os barulhos da tempestade
De raios luminosos que cortam o céu
Enquanto tento me esconder entre minhas incertezas.
Volto a vagar silenciosa
Como um espírito perdido...
Encontro um pedaço de papel molhado
E uma caneta preta qualquer...
Meu pulso trêmulo escreve um
Bilhete de desespero,
Que acaba queimado com meu isqueiro.
Jogo as cinzas no vento
Junto com meu coração
Esperando que a tempestade termine
Assim como minhas dores.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

LABORATÓRIO DE POESIA II


Trabalho
No
Meu
Laboratório
De
Poesia
Onde
As
Palavras
Formam
Uma
Química
Absurda
E
Íntima
Em
Que se fundem
Formando
Átomos
Chamados
Versos
E
Elementos
Chamados
Poesias...

quarta-feira, 8 de julho de 2009

LABORATÓRIO DE POESIA I


Leves como moléculas de oxigênio
As palavras se misturam em minha mente
Busco minha essência através delas...
Os versos surgem devagarinho
Revelando o que pretendo dizer.
A inspiração pode vir por qualquer coisa
Tolas, simples ou displicentes!
Olhos tristes, sorrisos,
Riscos em folhas brancas.
Idealismo
Onde posso encontrar o que sinto...
Dádiva eterna
Esse laboratório de
Poesia
Onde as palavras, mesmo singelas,
Encontram-se na química
Sarcástica e talvez
Istigante
A apologia da mente humana!

terça-feira, 7 de julho de 2009

PARA MIGUEL


Miguel
Nome de anjo, inocência de criança
Homem que sonhava mudar o mundo
Que acreditava que éramos o mundo...
Criança eterna, de infância perdida
Gostava de ajudar as pessoas
E ver todos sorrindo.
Jamais vai ser esquecido
Por sua energia, caridade e talento,
Tamanha influência que provocou em todo o mundo...
Menino que não queria crescer,
Mas que entrou em choque
Com sua própria realidade,
Perdido nas tantas faces que teve
Procurando esconder-se em sua Terra Do Nunca!
Uma pessoa triste
Que admirava as crianças
E que apenas queria ser feliz...
Lutava contra o preconceito,
Desejava que todos fôssemos
Apenas uma voz
Sem nenhuma distinção
E curarmos o mundo...
Ele sabe
Que para sempre será
O eterno rei
Uma estrela que nunca deixará
De brilhar,
Que sua voz inesquecível
Continuará a ecoar
E as palavras de suas canções
Ainda estarão em todas as mentes,
E mesmo aqueles que não o conhecem
Saberão de seu absurdo talento e criatividade.
Miguel
Você estará sempre conosco,
Mesmo partindo cedo!
Você é o rei
E todos lhe adoramos
E gostaríamos de lhe agradecer:
Obrigado por tudo, Miguel!
Obrigado pelo amor que você deu a todos seus admiradores!
Sempre tentaremos seguir seus passos
E você morará em nossos corações.
Você não está sozinho...
Por isso, não se preocupe,
Descanse em paz.

sábado, 4 de julho de 2009

XADREZ


Me encontro numa
Partida de xadrez
Em que não posso
Mover as peças.
Preso em minha própria
Escuridão,
Oculta pelo tédio
Que domina meus dias...
Na simplicidade das
Minhas palavras
E a poesia que tento
Escrever em silêncio.
Sei que sou apenas
Um poeta sucumbido
Um pobre peão
Tentando dar o
Xeque-mate
E ser o rei...
Ou rainha,
Tanto faz!

sexta-feira, 3 de julho de 2009

POETA EM DÉJÀVÚ


Estou me sentindo um poeta em déjàvú
Preciso encontrar novas palavras
Vagar por essas esquinas
Tentar entender a mim mesmo...
A escrita faz parte de mim
E nada vai mudar isso.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

SINAL


Estamos aqui procurando por um sinal...
Talvez algo absurdo, excepcional...
De uma nova vida,
Ou uma blusa colorida,
Um número ordinário ou cardinal...
Qualquer coisa...
Apenas
Um sinal...
Procurando por um sinal de poesia...
Voltar a ver o que eu via...
Um livro ler,
Um verso escrever...
Te dar todo amor e alegria...
Procuro por um simples sinal...
Em linguagem louca e coloquial...
Talvez de morte,
De azar ou sorte,
Ou apenas um brilho com aparência celestial...
Eu quero só...
Receber um sinal.
Sinal de luz ou de fumaça...
De boa notícia ou desgraça...
De amor,
Talvez dor,
Mas que uma longa distância alcança...

quarta-feira, 1 de julho de 2009

PRETO OU BRANCO


Preto ou branco
Já não são apenas cores...
Se combinam tanto
Que podem se comparar a amores.
Preto ou branco
Escuro ou claro
Sento-me silencioso no banco
De pensar nisso não paro.
Já dizia Vinícius de Moraes
"Que seja infinito enquanto dure",
De maneira a encontrar a paz
O nosso amor do mal nos cure...
Preto ou branco
Não deve haver diferença
Pois tudo tem sua própria existência...

terça-feira, 30 de junho de 2009

PIANO



Agora sento-me em frente ao piano
Com muitas coisas em minha cabeça
Pretendo concretizar meu plano
Minha vida não avança nem regressa.
Um novo poema escrever
Para o que sinto lhe falar
Não pensar em mais sofrer
Apenas de novo contigo estar.
Uma simples canção vou tocando
Simples notas que percorrem meus dedos
Discretas lágrimas talvez rolando...
Meus versos vou terminando silenciosamente
Para meu piano não tenho segredos
Talvez meu plano seja de unir de novo a gente...

segunda-feira, 29 de junho de 2009

RUA ESTREITA


Ando por uma rua estreita
Vagando sozinho pela escuridão
Buscando a poesia perfeita
Com as palavras do meu coração.
Não escuto meus passos escuros
Me lembro do que eu queria tanto
Esquecer o seu encanto
Mas ainda vejo teu rosto pelos muros.
Mesmo que eu outra coisa procure
Para mudar meu pensamento
Em relação a esse amor,
Quero lembrar desse momento
Por qualquer lugar que eu for
E que isso simplesmente se perdure.

domingo, 28 de junho de 2009

SOU POETA


Escrevo uma simples poesia
Boas palavras colocar
Mesmo perdido na boemia,
A partir daquilo que me ponho a pensar.
Trova, balada ou soneto
Pode ter como tema o amor
No verso talvez imperfeito
Ou mesmo o perfume da flor.
Sou poeta
Busco discreta rima
Algo melhor não existe.
Minha companheira é a caneta
Escreve aquilo que me anima
Pois sou daqueles que não desiste.

sábado, 27 de junho de 2009

UM MAR DE PALAVRAS


Já não sinto mais a dor de minhas feridas inócuas
Perco meu tempo destruindo lápides internas
E talvez inutilmente
Repondo minhas esperanças perdidas...
Posso agora rir de minha própria tristeza
Ou chorar de dor por minha falsa alegria
Viestes sorrateiro e me trouxeste ilusão.
Escapas entre meus dedos
Como um fio fino de tempo
Afogado na areia movediça.
Me disse um mar de palavras
Que não me trouxeram nada de
Útil.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS


Assim me sinto, pensativa, como uma
Menina triste e sozinha
Que não sabe o que quer da vida.
Roubava os sentimentos das outras pessoas, e guardava em
Livros negros e mofados. Mas na verdade ela
Encontrou um motivo para todas
As palavras tristes que escreve.
Morte, tristeza e lágrimas,
Três palavras que sempre andam juntas!
Vezes combinadas,
E que fazem parte de todos.
Se o que eu escrever fizer algum sentido, mesmo sombrio, minha poesia
Salvou a todos que leem da falta de versos simples...
Em cada dia que nasce,
Todas as poesias surgem através de alguém.
A menina que roubava livros em busca de inspiração...

terça-feira, 23 de junho de 2009

ANJO FERIDO


Encontrei um anjo ferido
Tinha os olhos furados
Estava bastante encolhido
As asas tinham os ossos quebrados...
Tomei o lindo anjo nos braços
Sua face estava sangrando
Seus pés pareciam bagaços
A sua luz estava se apagando...
Com uma faixa vendei seus olhos
Levei-o até onde eu morava
O sangue jorrava como feridas de abrolhos
Parecia que de dor ele chorava...
Pelo caminho da minha casa,
As pessoas ficavam espantadas
Estavam prontos para a caça
Andavam até armadas...
Quando em minha casa cheguei
Do anjo ferido fui cuidar
De pena dele eu chorei
Mas queriam por causa dele me matar...
Daquela perfeita face tirei a venda
O sangue continuou a escorrer
Eu rezei: meu Deus, que essa gente entenda
Que mal a ele não vou fazer...
Começaram a bater na porta
O pobre anjo a se desesperar
O resto não importa
Pois ele precisa se salvar...
Finalmente a porta arrombaram
Para minha casa queimar
Me mataram,
Mas meu lindo anjo não levaram
Pois ele conseguiu se libertar,
Curar,
Voltou a pelo céu voar...

segunda-feira, 22 de junho de 2009

PALAVRA DE POETA


Palavra de poeta
Que tem coisas pra dizer
De uma maneira discreta
Com ela tudo se pode fazer.
Palavra de poeta
Expressando talvez a alma feminina
Para existir, precisa de lápis ou caneta
E que o poeta encontre razão e rima.
Palavra de poeta
Escrita agora com rima cruzada
Simples e direta
Entre os românticos,
O pensamento está na mulher amada
Buscando também a melodia do cântico.
As palavras do meu poeta
No seu imaginário me fazem viajar
Posso conhecer um pouco da sua vida secreta
E ele me ensinou a amar...
E rimar!

domingo, 21 de junho de 2009

AMARANTO


Amaranto
Aquilo que eu poderia sentir
O que me dizes, sempre e tanto
Do qual eu não poderia fugir.
Tu és meu amaranto
Que faz o rico voltar a ser pobre
Esquecer a minha mágoa e meu pranto
Como a flor que não conhece a morte.
Amaranto
Um sentido concreto para minha vida
Não espero que você seja santo
Diante da alma tão sofrida...
Aquele amaranto
O que a escuridão não pode abraçar
A razão talvez se acabando
Pelo fato de eu te amar.
Amaranto
Apenas uma flor simples e bela
Contigo me protejo do frio vento
Pra não me sentir mais como só "aquela".

sábado, 20 de junho de 2009

POEMA AO AMIGO


Meu querido amigo
De você muito eu gosto
Desculpe se com isso te fatigo
Ou te causei algum desgosto
Perdoe por esta rima pobre
Mas este poema te dedico
Tomara que um pouco de compaixão te sobre
Pra compreender a sinceridade
Destes versos ao amigo
Que me dá valiosa amizade!


sexta-feira, 19 de junho de 2009

SEM NOME


Sou um homem sem nome
De poesia e inspiração tenho fome
De amor tenho sede
Um beijo você me pede
Arde dentro de mim esse amor
Que agora se abre em flor
É uma sensação sem nome
Conheço isso não sei de onde...
Apenas você assim me provoca
O seu lobo ainda não foi para a toca,
Mulher efêmera
E sem nome?

quinta-feira, 18 de junho de 2009

MEU SEPULCRO


Aicítel ou talvez Haras
Assim está escrito no meu sepulcro
Apenas nomes, palavras raras
Onde escondo meu lado mais escuro.
Guardo ali lembranças que deveriam ser apagadas
Que quero muito esquecer, não minto
Diversas coisas que penso e sinto
Páginas viradas,
Algumas, apenas folhas rasgadas...
No meu sepulcro
Jazem flores negras e murchas
Pétalas frias e turvas
Em meio ao seco musgo.
Sobre a suposta lápide
Talvez em letras garrafais
Um bilhete onde diz: Aqui, infelizmente jaz
O íntimo de quem quer encontrar a paz
E que em meu coração reside!
De repente, alguém num carinho seca minhas lágrimas
Nossas mãos ficam próximas...
E ele num doce sorriso fala:
Me deixe talvez ser teu poeta
Conhecer e revelar sua parte secreta!
Assim minha tristeza se cala.
Pelo belo rapaz sou abraçada,
Sinto seus suaves lábios
Instantes eternos, mesmo que rápidos,
E volto pelo mesmo a estar apaixonada.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

O QUE É RIMA?


O que é rima?
Não é apenas palavras de parecidos sons
Talvez da inspiração seja prima
Ou como um quadro de diferentes tons...
Como é a rima?
Pode ser pobre ou rica
Dos poetas a busca e sina
E quando vem tudo simplifica!

terça-feira, 16 de junho de 2009

SÓ POR UM MOMENTO


Te peço:
Que só por um momento
Deixe te passar esse pensamento
Abra em flor esse sentimento
Me dê conforto e alento!
Só por um momento
O passado esqueça
Ao meu lado permaneça
Ultrapasse o firmamento...
Só por um momento
Apenas viva
Divida comigo sua vida
Que te ajudarei no sofrimento
Só por um momento
No meu ombro tenha a cabeça encostada
Conte pra mim o seu lamento
E não chores mais, minha amada!

sábado, 13 de junho de 2009

NOSSAS BRIGAS


Nossas brigas
Às vezes podem ser nossas amigas
Pois, querendo ou não
Fazem parte das nossas vidas
Mesmo que nos magoem o coração.
Nossas brigas
Sempre nos provocam feridas
Mas sempre acontece a reconciliação
Na intensidade das emoções sentidas
E não é possível dizer não.
Nossas brigas
No fundo trançam nossas ligas
Entre tristes lágrimas
Diversas coisas ditas
Com pinceladas mínimas.
Odeio quando brigamos
Mas mesmo quando isso acontece
A boa lembrança reaparece
E sabemos que muito nos amamos!
Pode parecer estranho
Mas quanto mais a gente briga
Mais a gente se ama...

sexta-feira, 12 de junho de 2009

O ÚLTIMO POEMA QUE PERCO EM VOCÊ


Este é o último poema que perco em você
Preste atenção no que vou te dizer
Os versos que já te escrevi
Não caberiam nesta folha aqui
Você me ofendeu e disse que queria me ver morrer
Do que um dia me fazer sofrer
Mas isso me feriu como uma faca no peito
Querido, você sabe que eu nunca te magoaria desse jeito
Muitas juras de amor foram prometidas
Acabaram arruinando nossas vidas
Não me esqueço daqueles sussurros que percorreram meu coração
E da maneira como me consumia essa paixão...
Já gastei o meu estoque de simples rimas
Com as ilusões de meus sentimentos por você,
Que já não significam nada
Porque eu escolhi outra estrada
Entre as velhas palavras
Do último poema que perco em você
Não quero mais
No piano tocar, deitar, chorar e muito sofrer.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

VELHO VINHO


Bebo aquele velho vinho
Buscando o sabor dos teus lábios
Que não se compram nem com altos salários
E não me deixam ficar sozinho
Bebo aquele velho vinho
Pensando em nossas lembranças
Tentando encher o coração de esperanças
De que você cruze de novo o meu caminho
Bebo aquele velho vinho
Desejando ver você voltar
Eu poder de novo te abraçar
Te dar todo meu carinho
Bebo aquele velho vinho
Querendo novos versos escrever
Meu amor novamente dizer
Não me ferir de novo com esse espinho!

quarta-feira, 10 de junho de 2009

DEFEITO


Não sei se estou certa em suportar seu mais grave "defeito",
Ao mesmo tempo chato e perfeito
Quando você, de maneira sutil e indiferente,
Parece me abandonar...
Invade e inunda minha mente
O medo fica mais latente
Mas se convence de que ganhou o pleito
Se carinho venho te angariar...
E no teu corpo me abrigar,
Querendo apenas te agradar
Consegue sempre com sucesso
Que aconteça o meu regresso
E passe a muito mais te amar.
Relemos juntos as antigas cartas trocadas,
As tuas, querido, sempre perfumadas
Que se não fossem somente pra mim
Crises de ciúmes talvez seriam provocadas
Nosso amor lindo teria fim.
Mas, felizmente
Isso que entre nós se sente
É grande demais pra que por uma bobagem pudesse acabar...

terça-feira, 9 de junho de 2009

EDUARDA


Eduarda é minha prima
Sempre me anima
Às vezes me faz companhia
É discreta
E esperta
Gosta de dançar
E brincar
É sensível
E incrível
Eu, ela e a Carol
Somos um baita trio
E não tem chuva, vento ou frio
Que nos separe
Ou nos pare
Apesar da distância
Nós três somos unidas
E muito amigas!

segunda-feira, 8 de junho de 2009

FLORES DO JARDIM


Flores do jardim
Girassol gosta do sol
Rosa, é romântica
E toda prosa
Violeta é espoleta
Azul como o céu do sul
Margarida é tão bonita
Simboliza a alegria
Da estrela que brilha
E gosta de poesia...
Lírios podem ser de várias cores
Simbolizam muitos valores
Crisântemo, muito vistoso
Tem ânimo e é folhoso
O cravo é amarrotado
Apesar de apertado,
É bonito
Ele me lembra o lítio...

domingo, 7 de junho de 2009

EU TE AMO


Eu te amo como nunca pensei amar
Um dia isso há de se concretizar
Todo esse sentimento se fez profundo
E tornou mais bonito o meu mundo...
Amor, sonho lindo da minha vida
Minha emoção mais intensa e querida
O nosso amor é a força mais aguerrida!

sábado, 6 de junho de 2009

AQUELA MULHER

Aquela mulher
De rara beleza
Tem grande esperteza
E sabe bem o que quer...
Aquela mulher
De rosto doce e curva esguia
Torna bonito o meu dia
Esteja onde estiver...
Aquela mulher
Abre um lindo sorriso
Estar perto dela eu preciso
Admiro seu jeito de ser...
Aquela mulher
Me seduz com seu beijo
Sorrateira como carangueijo
De mim tira o que quiser...
A minha mulher
Gosto de provar do seu mel
Sinto que posso ir até o céu
Quando que me ama ela vem dizer...

sexta-feira, 5 de junho de 2009

MEIO AMBIENTE


O nosso meio ambiente
Precisa muito da gente
Temos que dar nossa ajuda
Pois há algo nele que muda
A nossa natureza
Nos enche com tanta beleza
Mas o homem se espanta com sua grandeza
E não sabe dela aproveitar
Além de preservar
Onde os pássaros vão morar
Se todas as árvores o ser humano cortar?
Se tudo como está continuar
Em breve os animais
Não vão existir mais
As águas vão estar sempre poluídas
E pra onde vão as nossas vidas
Se a água um dia acabar?
Temos que preservar
Vamos todos ajudar
A cuidar do meio ambiente
Pois assim também estaremos cuidando da gente!

quinta-feira, 4 de junho de 2009

A INSPIRAÇÃO ME FALTA


A inspiração me falta
Não me espanta te ver aqui
Tento escrever novos e simples versos
E você me prova de novo seu grande amor
Por ti eu faria qualquer coisa!
Ao teu lado, ouço as canções mais belas
Perto de você, tudo fica mais belo
A inspiração me falta
Mas ainda te amo e estou apaixonada

quarta-feira, 3 de junho de 2009

FLORBELA


Florbela
Flor tão bela
Que escreve a poesia mais sincera
Florbela Espanca
Nunca escondeu sua tanta:
Saudade...
Nem o seu amor e sua verdade
Florbela
Poetisa portuguesa
Convive com profunda tristeza
E a torna tão mais bela!
Em alguns versos que escreve
Conta sobre sua vida
Dos filhos que nunca teve
E da agonia sentida!
Florbela
Flor bela

terça-feira, 2 de junho de 2009

COMO BRASA


Esses teus beijos
Vêm devagar, de mansinho
Despertam meus profundos pensamentos
Num suave e puro carinho...
Que me queimam como brasa
Assim como no teu quente abraço
Me toma de vez e arrasa
Jamais quero desfazer esse laço
Teu sorriso é como poesia
A que me traz mais alegria
A coisa mais linda da minha vida
Ele tem a luz que ilumina meu dia!

segunda-feira, 1 de junho de 2009

QUERO APENAS AMAR


Quero apenas amar
Por alguém de verdade poder me apaixonar
Minha simples paixão poder expressar.
Quero apenas poder te amar
Do meio da rua poder por ti gritar
Talvez rir e chorar
Nos teus braços poder me abrigar
E ouvir você docemente sussurrar
As canções mais simples poder tocar
Carinho te oferecer e te agradar...
Versos que escrevo lhe oferecer e recitar
Quero apenas te amar

domingo, 31 de maio de 2009

OS VERSOS QUE TE FIZ


Os versos que te fiz
Você sabe o que ele diz
Simples como uma flor-de-lis
Isso é tudo o que eu sempre quis.
Poder te recitar
Os versos que te fiz.

sábado, 30 de maio de 2009

TUAS MEMÓRIAS


Lembra-te daquele que te escreveu um soneto
Lembra-te dos sons daquela velha trova
Lembra-te das tantas juras de amor já feitas
Lembra-te dos versos simples que te foram escritos
As tuas memórias me são muito valiosas...
Quando lembra-te de nossos bons momentos...
Lembra-te daquelas tristes lágrimas
Com a sonoridade de uma suave melodia

sexta-feira, 29 de maio de 2009

MAÇÃ


Maçã
Fruta proibida
Poderia trazer o mal para a vida
Maçã
Fruto que tem o sabor
Que conhece o amor
Maçã
Tem a semente
Que une a vida da gente
Como uma grande corrente

quinta-feira, 28 de maio de 2009

O FIM É UMA CERTEZA


O fim é uma certeza
Não consigo tirar essa frase da cabeça
Tantas coisas aconteceram em pouco tempo!
Quando eu tinha 12 anos, mataram meu pai
E essa dor do meu peito não sai...
Ano passado, de câncer meu irmão morreu
Meu coração foi engolido pelo breu
Não tenho mais força pra nada
Está difícil caminhar por essa estrada
Quero conhecer o esquema da morte
Testar o que resta da minha sorte
É muito bom que eu tenha uma amiga
Aquela que me ajuda nas mágoas da vida
Ela iria comigo a um show
Esperando que eu melhorasse ela ficou
Até que não suportei mais
Num bilhete desabafei
Que precisava descobrir a paz
O esquema da morte encontrei
E agora já sei:
O fim é uma certeza.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

QUEM SOU EU?


Quem sou eu?
É difícil definir,
Pois às vezes nem me reconheço no espelho...
Já passei por tantas coisas,
Chorei e sorri tantas vezes,
E sei que o futuro a Deus pertence,
Por mais que meu passado me magoe.
Guardo segredos? Sim!
Tantos que não sei mais se são segredos...
Tento sempre recolher meu cacos
Se a vida tenta me derrubar.
Quem sou eu?
Pois bem, me digas quem pensas que sou,
Mas não me julgue antes de me conhecer.
Quem sou eu?
Quem há de definir meu caráter?
Não sei ao certo quem sou!
Posso tentar reunir em versos
Em tom de prosa
Aquilo que penso que sou...
Mas talvez as pessoas não pensem como eu.
Isso não me fere, pois existem
Muitas outras coisas
Que realmente podem me ferir.
Talvez eu seja realmente aquilo que sou.
Seja o que for.

terça-feira, 26 de maio de 2009

TU ÉS


Tu és
O retrato rasgado
O conhecido e o estranho
De uma grandeza sem tamanho
O certo e o errado.
Tu és
O passado, o presente e o futuro
O vazio e o completo
O revelado e o secreto
A luz que me desvia do escuro.
Tu és
A inspiração da minha escrita
Que expressa tudo sem nada dizer
A vida que não foi vivida
"Dor que desatina sem doer".
Tu és
O papel queimado
O estouro do estopim
O passado que foi apagado
Meu princípio e meu fim.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

PORTO INSEGURO


Meu porto inseguro
Presente, passado e futuro
Com a proteção de um muro
O tempo passa e eu espero por você
Meu coração se derrete ao ouvir você dizer
Que de mim tanto precisa
E que sem mim o chão racha onde você pisa
Meu porto inseguro
Minha única certeza
Profundo como um furo
Que me trata com carinho e leveza
Porto inseguro
Ao teu lado me curo
Me contento somente com seu amor
De qualquer coisa prefiro o calor

domingo, 24 de maio de 2009

TE VER ASSIM


Te ver assim
Me olhando com ar de mistério
De um jeito tão sério
É ruim pra mim...
Te ver assim
Com feridas no coração
Querendo negar a paixão
É como fogo que incendeia o estopim...
Te ver assim
Num olhar apaixonado
Mas com medo de ser mostrado
Fere meu coração, enfim...
Te ver assim
A timidez guardando nosso beijo
O rato que foge do queijo
Não quero mais te ver assim!

sábado, 23 de maio de 2009

POEMA SIMPLES


Este é um poema simples
Com palavras singelas
Que às vezes formam rimas
Rimas diferentes
Momentos diferentes
Poemas diferentes

quarta-feira, 13 de maio de 2009

DOR DA ALMA


A dor da alma despedaça o coração
Como uma rosa cheia de espinhos e murcha
A dor do coração machuca a alma
Como uma vida que perde o sentido...
A dor da alma aflige a mente
Como um grito de desespero
A dor da alma provoca lágrimas
Salgadas como o mais revolto dos mares
A dor da alma dói muito mais!
Pois é provocada pelas marcas de um amor que lhe fez mal

terça-feira, 12 de maio de 2009

CREPÚSCULO


Um crepúsculo nasce no meu coração...
O amor toma conta da minha vida
Desde que te conheci, me senti tão bem
Aquele momento me tocou a alma
O sentimento é mais forte do que eu!
Temos muitas diferenças, que jamais poderão ser apagadas,
Mas sabemos que nada disso importa,
Pois o que há entre nós é maior que tudo:
Que o tempo, que as dúvidas, que os medos...
O amor que nasceu entre nós.
Me sinto segura do seu lado
E sei que você vai estar comigo para sempre!
A noite chega e permanecemos juntos...
Nada vai nos impedir de nos amarmos
Nem mesmo a morte.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

NADA MAIS QUE ISSO


A noite chega
O frio toma conta
Me dê um minuto da sua vida
Porque o amor protege da solidão
Um beijo
Um abraço...
Me diga o que eu preciso ouvir
Nada mais que isso!

domingo, 10 de maio de 2009

ORAÇÃO AO ROCK


Metal nosso que estais no céu
Santificado seja o vosso show
Venha a nós o vosso cd
Seja feita a vossa canção
Assim no gótico como no hardcore
O solo de guitarra de cada dia nos dai hoje
Perdoai os pagodeiros
Assim como nós perdoamos aos reggaeiros que nos têm ofendido
E não nos deixeis cair na MPB
Mas livrai-nos do axé
Amém

sábado, 9 de maio de 2009

MEU BEM


Minha criancinha
É tão pequenininha
Feche agora os olhinhos
Deus vai te abençoar por esses caminhos
Não fique agitado
Nada vai te acontecer
Porque o pai está aqui
Pra sempre te proteger
Quero que saiba que eu te amo tanto!
Tanto que não consigo nem segurar o pranto
Durma, meu filho
Com muitas estrelas de brilho
Descança, meu bem
Sonha comigo também
Que lindos anjinhos te protejam
E agora digam AMÉM!
Linda criancinha
Você precisa adormecer
Porque quando adormecer
Sorrindo quero te ver...

sexta-feira, 8 de maio de 2009

INSÔNIA


Tenho insônia
Sou apenas uma anônima
Não sei onde encontrar alentos
Com tantas coisas em meus pensamentos...
Preciso logo dormir
Dessa necessidade não posso fugir

domingo, 3 de maio de 2009

SOZINHA



Sozinha
Dividida entre minhas angústias
Sozinha
Pensando na minha vida
Sozinha
Me lembrando de você
Sozinha
Afogada entre muitas lágrimas
Sozinha
Alimentando folhas rasgadas
Sozinha
Escrevendo muitas coisas...
Sozinha
Sonhando com novas alegrias
Sozinha
Ontem
Hoje
Talvez pra sempre

sábado, 2 de maio de 2009

DESPEDIDA


Essa despedida foi triste pra mim
Não queria que tivesse acontecido
Tantas coisas foram ditas
Muitas lágrimas derramadas
Jamais me esquecerei daquele beijo...
Meu coração sabe que não foi o último
Apesar daquilo que estou sentindo
Sei que a nossa história não acabou
Pois os seus lábios perto dos meus, apesar
De deles não saírem palavras naquela hora
Eu sinto que ele foi profundo o suficiente
Pra me dizer que não foi despedida
Não posso arrancar você da minha vida
À noite sinto falta do calor do seu corpo
E ainda espero você voltar!

sexta-feira, 1 de maio de 2009

CANÇÃO DE AMOR


Escrevo esta canção de amor
Pensando em tudo e por onde eu for
Com algumas rimas
Simples e pequeninas...
O que o amor será?
É tão difícil explicar
Mas o que sinto por você
Gosto tanto de dizer!
A canção
Vem do coração
Arte e sentimento
Que não deve cair no esquecimento

quinta-feira, 30 de abril de 2009

PRISIONEIRO


Eu sou prisioneiro
Nas minhas incertezas
Das minhas sensações
Pensamentos e medos
Lembranças...
Prisioneiro de minhas tristezas
Quero sair das minhas prisões
Esquecer as mágoas! Mas...
O teu amor é o lugar mais seguro que existe
Te perder seria o fim da minha alegria

quarta-feira, 29 de abril de 2009

VERSO E PROSA


Leio um verso
Oculto e controverso
No livro, uma prosa
Bonita como a rosa
No meu poema um verso
Com meu interior converso
Penso firme em uma prosa
E em sua face formosa

terça-feira, 28 de abril de 2009

TENTE ENTENDER


Aqui tenho pensamentos loucos traduzidos
Em palavras
Coisas que são enigmas pra mim
Já não sei o que faço com a minha vida
Tente entender o que eu não consigo...
A felicidade deve ser buscada
Mas preciso de ajuda!
É tudo tão diferente e estranho...
Posso fazer o que eu quiser, mas não sei o que fazer
Tente entender!
Tente, me ajude a entender
O que se passa comigo!

segunda-feira, 27 de abril de 2009

O QUE SEI


O que sei
É que muito te amei
Por ti esperei
O que sei
É o que me resta
Tapar a fresta
O que sei
É que você foi embora
Que esta dor me devora
Que disso tudo cansei
Fui...
Voltei?
O que eu sei?
Sei apenas
Que o poema terminei...

sábado, 25 de abril de 2009

FELICIDADE


Felicidade
Deve ser buscada
Jamais tirada
Com orgulho conquistada
A felicidade é passageira
Para aqueles que ficam de bobeira
Fazendo besteira
Ela pode ser vivida
Plenamente sentida
Fazendo parte da sua vida
Se você buscar
Encontrar
Aproveitar
Sorrir!

sexta-feira, 24 de abril de 2009

ILUSÕES


Nos cemitérios e abismos do meu coração
Encontro-me com uma velha ilusão
Como um cadáver em putrefação
Rondado pelos abutres da mentira e da traição
Ao anjo da noite venho pedir uma informação
Ele sorri e pega minha mão
Me leva para o iceberg da emoção
E me pergunta num clarão
O que queres de informação?
Com lágrimas nos olhos
Ferida como a flor entre os abrolhos
Pergunto ao anjo com aflição
Por que tenho tanta tristeza no coração?
Ele me disse sua simples opinião:
Querida, não chores não.
Pois a tristeza do teu coração
É apenas aquela morta ilusão...

quinta-feira, 23 de abril de 2009

PONTO FINAL


Não me leve a mal
Mas precisamos de um ponto final
Terminar a poesia
Escrever a auforria
Acabar com as mágoas
Secar as negras águas...
Curar do coração as nossas "doenças"
Guardar nossas paradoxais crenças
Precisamos perdoar os velhos erros
Sermos com nós mesmos sinceros
Eliminar aquele ruim preconceito
Restaurar a paz do nosso antigo leito
Acalmar o coração
Aprender a dizer não!
Procurar agir de maneira racional
Entender que o melhor pra nós, sem mágoa
É um ponto final

terça-feira, 21 de abril de 2009

LEMBRA?


Lembra?
Dos raios de sol
Da luz do farol...
Lembra?
Da nossa doce vida
Da saudade por nós sentida
Lembra?
Das palavras ditas
E das escritas
Lembra?
Da dor do coração
Da loucura da paixão
Lembra?
Dos nossos lindos beijos
Dos intensos desejos...
Lembra
De nós?
Lembra
De mim?

segunda-feira, 20 de abril de 2009

sexta-feira, 17 de abril de 2009

LOUCURAS


Sem você, minha vida muda
Sinto uma tristeza muito profunda
Meu coração fica cheio de saudade
Para o meu azar, ela rouba minha felicidade
Quando fecho os olhos, vejo o seu sorriso
Sob meus pés afunda o piso
Meu corpo treme todo, tenho febre
Espero poder te ver em breve
De noite, do teu beijo eu sinto o gosto
Enquanto lágrimas rolam pelo meu rosto
Preciso com urgência do teu carinho
Pois eu me sinto muito sozinho
De madrugada, fico rolando pela cama
É o seu lindo nome que a minha alma chama
Me sinto muito triste
E eu queria que você visse
Toda essa minha sina de loucura
Felizmente sei que minha cura
É poder ter o seu amor
Volte logo pra mim, por favor
Pois meu corpo e coração precisam de você, minha flor
Fico todo suado
Me sinto acabado
Mas sei que por você de verdade sou amado!

domingo, 12 de abril de 2009

CONCEITO


Passo meus dedos entre suas negras e curtas melenas
Nosso amor tem resistido a essa vida de duras penas
Fico feliz que estejamos juntos até agora
E sei que posso contar contigo a qualquer hora
Permanecemos entre doces sussurros
Nesse amor não existem muros
E com abraços e beijos nos perdemos
Assim nos entendemos...
Sabemos bem que nosso amor não é perfeito
Conhecemos e aceitamos esse conceito
É tão bom saber disso, amor!

sábado, 11 de abril de 2009

MENTIRAS E TRAIÇÃO


A sua traição não pode mais ser acobertada
Você não pode mais fingir, pois eu já sei de tudo
As suas mentiras já não me ferem
Perdi sua fidelidade e principalmente lealdade!
Me machuca pensar que outra pessoa te beijou e abraçou
Te deu o que eu sempre procurei te dar
E que de mim não quis receber!
Isso me dá tanta raiva...
Por isso agora tenho desprezo por você
O seu amor não é verdadeiro, você nunca me quis.
Você me olha com cara de inocência, mas é totalmente inútil!
Por isso por enquanto não te dou meu perdão...
Não insista, me deixe sozinha agora!

sexta-feira, 10 de abril de 2009

REQUIEM


No requiem do meu ser
Minhas dúvidas me consomem
Abro a janela e contemplo o campo
As incertezas da minha vida formam um oceano
De águas escuras e profundas
Nas quais sei que vou afundar se não me encontrar de verdade...

quinta-feira, 9 de abril de 2009

OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO


Olhai os lírios do campo
Que tanto nos encantam
E para quem gosta dos lírios
Eles podem enxugar o pranto
Olhai pelo campo as margaridas
Que podem curar as feridas
De corações apaixonados
Daqueles que perdem suas amadas e amados
São flores que se enchem de cores
Expressam profundos amores
Rosa, flor toda prosa
Se é vermelha,
Ela espelha
O amor de um coração
Ou uma fugaz paixão

quarta-feira, 8 de abril de 2009

FICÇÃO


A vida é uma obra de ficção
Com um pouco de verdade
Loucura e aflição
Devemos aproveitar a vida
Mesmo sendo tão corrida...
Aceitar a realidade
Procurar agir com honestidade
Não magoar o coração!
Ficção, reação
Amor, compaixão
Mentiras, verdades
Que sempre aqui estarão...

domingo, 29 de março de 2009

7 DIAS


7 dias...
Dias de talvez tristezas e alegrias
Que as pessoas vivem
Às vezes esquecem
Tantas coisas vividas
O tempo passa e muitas coisas mudam
7 dias pode ser muito tempo
Ou muito pouco
Passar devagar
Ou rápido demais
Dias de paz
Com muitas coisas a se falar

sábado, 28 de março de 2009

DESEJOS DE NOVOS AMANHÃS


Hoje as pessoas têm dificuldade para correr atrás de um sonho
Pensando que o mundo tem apenas maravilhas...
E não defeitos e coisas ruins
Algumas tem desejos de novos amanhãs
Pois querem esquecer o passado e viver o presente!
Ninguém sabe como será o futuro...
Seja sempre você mesmo
Querendo ser uma pessoa melhor sempre

sexta-feira, 27 de março de 2009

A PORTA ABERTA


A porta aberta me chama para que eu vá embora
Quando estou tão entorpecida
Fora do caminho perdido
Sozinha e fria de novo
Com você longe de mim
Não quero me trancar por dentro depois que a porta aberta fechar
Preciso conviver com a minha tristeza
E aprender a ficar sozinha
Fechar esse vazio que me consome
Ser qualquer coisa inocente e talvez inútil
Porque nada pode me parar agora
Testemunhar seus sussurros de palavras pobres
Pagar meus "impostos" e enxugar os olhos
Neste doce sacrifício
De te ver longe de mim
Afundando em toneladas de erros propositais pra você
Sair pela porta aberta e esquecer de tudo...

quinta-feira, 26 de março de 2009

SONETO VAZIO


Estou tentando escrever um soneto
Mas ainda é tudo vazio
Seco e frio
Palavras talvez escondidas num lugar secreto
Preciso completar
Esse vazio que me consome
Na ânsia de amar
Sem nenhuma certeza ou nome
Tento não me perder na escuridão
Encher minha vida de bons momentos
Acalmar o coração
Sem tristezas ou lamentos

domingo, 15 de março de 2009

RIMAS


Preciso renovar as minhas rimas
Com novos paradigmas
Palavras novas escrever
Muitas outras coisas dizer
Descrever os sentimentos
Talvez loucos e inesquecíveis momentos
Que estão nos abismos de nossas
Almas...
Pois é isso que importa!

sábado, 14 de março de 2009

INDECISÃO


Nem sempre aquilo que sentimos é o mesmo que falamos
Por isso às vezes nos magoamos
Às vezes não sabemos o que fazemos
E numa indecisão nos perdemos
Dizem alguns que o amor é uma lenda
Precisamos fechar essa fenda
É importante que você entenda

sexta-feira, 13 de março de 2009

NOITE ESCURA


Noite escura
Tem poucas estrelas
De dia, gosto muito de ver as borboletas
Borboletas que por mim voam e passam
Mas de mim nunca se esquecem
Tão diferentes são nossas vidas
Assim como rosas e margaridas
Ficaram tão próximas de repente
Isso mexeu com a minha mente
Tão bonita era nossa amizade
Desse tempo eu sinto saudade
Noite escura...
Tem poucas estrelas
Mas quem ilumina esta noite é a cheia lua
A refletir na água
Agua pura do rio
Onde o vento corre e me faz sentir frio
Me lembro de ti agora
E a chuva cai lá fora
Não sei o que fazer
Só quero me encontrar
E mudar o meu viver
Contigo sempre estar
Que talvez assim sempre seja
E que acabe esta minha peleja
Contra mim mesma
É só o que quero aqui, agora!

quinta-feira, 12 de março de 2009

OUTONO


Outono vem
O verão vai
Eu fico aqui
E você vai
Vai embora
E me deixa na solidão
Solidão fria
Que aperta meu coração
Outono nublado
As folhas caem das árvores
O sol fica escondido
Sentimento eterno e estocado
Fielmente para ti guardado
Outono romântico
Ouço seu cântico
Que fala pra mim:
Sozinha me aguento
Com vontade de ter você aqui!

terça-feira, 10 de março de 2009

SONETO AOS TEUS BEIJOS


Teus beijos
São minha fonte de pecado
Reluzem brancos lampejos
Que eu aceito de bom grado
Ao sabor desse carinho me entrego
Em um paraíso talvez confundido
Me encontro e nesse mar navego
Aqui em teus braços
Deitados em nosso canto
Segura e aquecida nesses abraços
Onde de minha face não sai pranto
Quero dizer que com teus beijos
Me sinto valorizada
Ambos saciamos nossos desejos
E estou a cada dia mais apaixonada!

segunda-feira, 9 de março de 2009

ANSIEDADE


Tenho dentro de mim muita ansiedade
Da escola estou com saudade
Poder ver meus colegas...
Chego a ter tremor nas pernas
Saudade da aula e dos trabalhos
Admirar os pássaros nos galhos
Vai ser divertido
Por mim não será esquecido
Grandes momentos viver
Pessoas novas talvez conhecer

quarta-feira, 4 de março de 2009

CARTA DE AMOR


Essa carta de amor
Serve pra desabrochar meus sentimentos
Como posso fazer como uma flor
Uma carta de amor
Não serve só pra dar informação
E dizer como está a situação
Mas para que duas mão separadas se toquem
Do amor se lembrem
E principalmente se emocionem
Pra lembrar de palavras que foram escritas
Que muitas vezes nunca foram ditas
Por muito tempo ficaram perdidas
Essa carta tem tudo o que por você eu poderia sentir
Porque pra você eu não consigo mentir
De todas as palavras de todas as línguas
Apenas duas resumem o que eu sinto por você
Te amo, apenas te amo
Quero que saiba
Que não quero te perder
E nem esquecer o que eu sinto por você
São pensamentos soltos traduzidos em palavras
Que muitas vezes eu não consigo entender
Muitas vezes não se consegue explicar
Direito o que é amar

terça-feira, 3 de março de 2009

GRANDEZA DA INTIMIDADE


A grandeza dessa nossa intimidade me fascina
Provocou a destruição de nossos medos mais absurdos...
Me sinto segura quando estamos juntos
Perco o fôlego quando ouço sua voz tão suave
Não quero pensar em adeus entre nós
Ficar contigo para sempre é tudo o que preciso agora
Apenas com você!

segunda-feira, 2 de março de 2009

MANHÃS SOMBRIAS


As últimas manhãs tem sido sombrias
Tenho pensado em muitas coisas ao mesmo tempo...
Agora parei para escrever
Me falta inspiração há dias
Há muito tempo não encontro rimas
Que possam enriquecer meus versos
Mais singelos
Ultimamente vi manhãs sombrias
Coisas muito estranhas!
O tempo passa e as coisas continuam as mesmas
Em alguns pontos isso não é bom
Porque as pessoas também são as mesmas...hipócritas
Tento me conformar e levar minha vida como posso
Continuar como estou
A poesia morando no coração
Pretendo ser poeta por toda a vida
Mas tomara que eu nunca perca a essência
Das palavras...
E que as próximas manhãs não sejam tão sombrias

domingo, 1 de março de 2009

AMIZADE ETERNA


A amizade é um sentimento bonito
Que nasce com o tempo
Se for sincera, vence obstáculos...
Necessita de cumplicidade e verdade
Sinceridade e carinho!
É tão importante quanto o amor
Pode até ser eterna
Com muita empatia

sábado, 28 de fevereiro de 2009

EU ESCREVO POESIA


Eu escrevo poesia
Com muita alegria
Falo sobre a vida
Por cada palavra escrita
Eu escrevo poesia
Porque gosto
Sempre que posso
Pego uma caneta
Aperto no papel de linha reta
Quando as palavras
Nadam pela minha cabeça
Escrevo à beça
Devagar, sem pressa...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

NULA


Você é linda em tudo
Sua alma tem ternura e brilho
Gosto de sentir o seu toque
Até quando arruma os cabelos
Negros, lisos e belos
Com um simples coque
Guardamos muitas coisas em nossos corações
Partilhamos imensas emoções
Querida, jamais se sinta nula
Pois você é importante pra mim
E (sórdidamente) alimenta a minha gula
Me derreto quando em meus braços você se lança
O nosso amor as nuvens alcança

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

AMIGO

Amigo...
Quero apenas lhe fazer um pedido
Meu rei, você sempre foi meu grande companheiro
E você sabe o quanto isso significa pra mim.
Te peço que nunca me deixe sozinho
Que fique sempre comigo!
Espero que nossa amizade dure muito...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

ÚNICO DESEJO


O amor por ti fez uma repentina invasão dentro de mim
E você logo soube de tudo
Tive a oportunidade de te falar muitas coisas
Mas não valeu a pena, pois
Não pude dizer o que queria,
Falei bobagens, tive vergonha
E vontade louca de te abraçar, até chorei
Queria ter sua amizade de volta
Ter a certeza disso, apenas...
Não queria que tivéssemos acabado assim!
Há muito tempo espero poder olhar de novo
Nos seus olhos, e perder meus pudores idiotas.
Essa foi a minha pior burrada até hoje,
Perder a minha coragem.
Só não quero perder a sua amizade
E mesmo que o destino não me deixe ficar contigo
Nunca vou conseguir te esquecer
Você sempre vai morar dentro de mim...
Quero poder te abraçar sem medo de estar errando de novo
Talvez dar um beijo em seu rosto, se você deixar, e
Simplesmente dizer tudo o que pretendo
E que não sai do meu espírito, consertar meu erros...
Meu único desejo é esse.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

CULPA MINHA


Não é culpa minha se dentro de mim nasceu esse amor
Não é culpa minha se eu sou talvez idiota em te querer
Sei que por você eu não mereço sofrer
Mas o que posso fazer em relação a isso
Se te amo tanto e não consigo e nem quero te esquecer?
Olho para a lua e me lembro do seu sorriso
E a vontade de te ter comigo é maior que tudo

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

MICRO POESIA


Aqui estou eu com alegria
Na sopa de letras que me fastia
Provo desta essência
E vou terminando com honra e excelência
Esta micro poesia!

domingo, 22 de fevereiro de 2009

JOVEM INJUSTIÇA


Oh, como me consome esta jovem injustiça!
Que alguns chamam de preguiça
Me encontro agora neste eterno abandono
Como um rei que perde o seu trono
Não sei onde posso encontrar um novo amor
Igual a você, que me deu conforto e calor...
Sei que sou bastante jovem
Mas sei o que as pessoas precisam e querem
Apenas encontrar o verdadeiro amor

sábado, 21 de fevereiro de 2009

VERSO INCOMPLETO


Estou em silêncio aqui
Transcrevendo palavras vãs
Devaneios discretos
Bem simples...
Agora me pergunto:
O verso incompleto que escrevi
Quem poderia continuar?
Apenas completar...
A mim e ao verso...
Talvez seja você!

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

GOTAS DE CHUVA


As gotas de chuva chicoteiam minha janela
Espero o telefone tocar para ouvir tua voz de novo
Não quero te tratar como um troféu
Mas esta saudade me joga em frangalhos ao léu
Sinto meu coração sangrar por não ter notícias suas...
A caneta preta em minha mão percorre lentamente o papel
Enquanto as palavras navegam soltas em minha cabeça
No meu piano toco simples acordes que se fundem no meu poema
De repente se forma uma canção
Seus versos dizem o que está no meu coração
Canto pensando em tudo o que vivemos
Pra você e pra mais ninguém.
Me lembro do quanto o nosso amor é grande
Há tanto tempo sendo levado adiante
Quero e sei que você quer que seja sempre assim
Nós dois juntos, sempre!
Estou esperando você voltar e ficar ao meu lado
Como sempre foi...
Sei que você me ama e sente minha falta também

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

PENSANDO EM VOCÊ


Hoje eu me peguei pensando em você
Em tudo o que a gente já conseguiu viver
Penso em como cresceu o nosso amor
E que estamos unidos para o que for
Sei que novos dias vão chegar
Mas espero que isso possa continuar
Vai ser difícil se um dia eu te perder
Juro que não sei o que vou fazer
Se isso acontecer
Às vezes, me sinto sozinha
Mas se estou perto de você, não fico tristinha
Adoro pensar em você
E pra sempre vou te amar
Obrigada por tudo o que você já fez por mim
E ainda vai fazer
Com você eu quero estar...

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

DECODIFICAR


Como eu posso decidir agora o que é certo
Se só quero você por perto?
Sim, todos nascemos e somos um pouco insanos
Mas te juro que não quero estragar seus planos...
O medo está guardado em nossas mentes
E às vezes nos traz "presentes"...
Não conseguimos justificar
As palavras poder decodificar
Com essa agonia acabar
Estão embaçando nossos pensamentos
Devemos esquecer os maus momentos
Decodificando os sentimentos
O que estamos fazendo aqui?
Preciso saber agora
Porque com você quero ir embora

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

LUA CHEIA


Vejo esta lua cheia
Sob os céus escuros
Por onde passam meus pensamentos obscuros
A lua cheia
Debaixo do escuro do céu
Coberta pelo véu
Das mais espessas nuvens
Nesta lua cheia
Sob os céus escuros
Vivem também os meus sentimentos mais profundos
Que muitas vezes ficam confusos...

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

A VIDA ME ENSINOU


A vida me ensinou a amar
A vida me ensinou a odiar
A vida me ensinou a lutar
A vida me ensinou a perder
A vida me ensinou a tentar esquecer
A vida me ensinou a não desistir
A vida me ensinou a me assumir
A vida me ensinou a chorar
A vida me ensinou a terminar
A vida me ensinou a guardar em meu coração negro
Aquilo que ganho e que perco
A vida me ensinou a sofrer
A vida me ensinou entender
A vida conseguiu me ensinar
Tantas coisas perdidas que vão ficar
Só não vai conseguir fazer
Eu de uma vez te esquecer

domingo, 15 de fevereiro de 2009

CEMITÉRIO DOS LIVROS ESQUECIDOS


No cemitério dos livros esquecidos
Estão enterradas muitas histórias
De um passado distante
Perdidos
Histórias recontadas por algumas pessoas
Que agora se perdem em meio à escuridão
Coberta por camadas de mofo e solidão...
Fora dessas sombras estão aqueles
Que criaram estas profundas "narrativas"
Já não sabem o que fazer com aquilo que
Foi consumido pelas horas passadas...e traças
Lá existem também livros com palavras
Escritas por poetas sentimentais ou sombrios
Além destes horizontes
Por entre os livros esquecidos e perdidos
Debaixo da terra
Está também a minha história
Que não escrevi
Apenas vivi
E penso que já esqueci
Mas há muito tempo perdi
E não quero encontrar nem lembrar nunca mais

sábado, 14 de fevereiro de 2009

MEDOS CALADOS


Já calei muitos de meus medos nesta vida
Vou esperando novos dias
Para que eles mostrem o que restou de mim aqui
Quero poder acordar de manhã
E ter a certeza de que não tem mais nada
Que possa me deixar assim
Arrancar todas as coisas ruins do coração
E renovar de uma vez a minha vida
Transmitir a mesma paz para as outras pessoas
Saber onde estou
E principalmente o que sou

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

NÃO VOLTO ATRÁS


Não volto atrás naquilo que te disse ontem
Apenas não quero me ferir
E nem perder meu tempo
Com suas bobagens fúteis
A vida vai ser sempre assim
Não vai mudar
Mas sempre vai estar na sua memória
Até o fim
Encontre suas próprias respostas
Sonhe, seja feliz!
Confio na minha própria razão...
Sento-me em frente ao teclado
E componho simples acordes
Que te pedem pra esquecer da escuridão
Expressa no movimento de meus dedos
Mas que vive dentro de você

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

CHAVE DA EXISTÊNCIA


Tenho vontade de desaparecer
Apagar tudo em minha vida
Através das cinzas ardentes
Não sei onde está a chave da minha existência
Tento esquecer da morte
Escrevo besteiras lógicas
Que se tornam coisas fúnebres
Estou quebrada em vários pedaços, como vidro
Doloridos demais para tentar juntar de novo
Rosas florescem perto de mim
Todas pretas, com grandes espinhos
Os ferimentos que eles provocam em minhas mãos
São ínfimos perto de meu espírito
Que traz consigo as chagas
Do sofrimento...
As lágrimas que brotam de meus olhos
Infinitamente, não me deixam ver
Que talvez as coisas não seriam
Como são.
Mas eu não me importo com isso!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

SE UM DIA


Se um dia
O mar secar
A Terra parar de girar
O céu de repente escurecer
E até talvez não gostarem mais de você
Você pode achar que consegui te esquecer
Mas não importa o que aconteça
Não quero que você se esqueça
Que mesmo se o amor acabar
Vou continuar te amando
Te desejando,
Procurando
Querendo,
E sempre lhe dizendo:
Se um dia te magoei
Não foi por querer
Pois eu sempre te amei...

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

EU AMO VOCÊ!


Eu amo você
É impossível esconder
Tenho medo de te perder
Não sei o que fazer
Mas apenas quero dizer
Que eu amo você!

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

DO JEITO QUE SOU


Não sabe o que falar?
Se você me julgar
Ou rotular
Antes de me conhecer
O meu respeito você não vai ter!
Você sempre se acha
Mais do que é
Mas na verdade sabe que não é nada
Perto de mim
E por isso se sente acabada
Recalcada assim
Você não assume o seu jeito de ser
E não consegue ver
Que não sabe o que fazer
Eu nunca quis você mal!
Apenas me respeite
Pode não gostar de mim
Mas me aceite
Do jeito que sou
Você é mais fútil e simples do que pensa
Não se sinta tão tensa...

domingo, 8 de fevereiro de 2009

MULHER PINTADA


Eu já vi uma mulher derramando
Lágrimas pretas na face
Ela queria que a tristeza passasse
Não sabia de onde vinha tanta tristeza
Em seu coração havia muita fraqueza
Não sei se ela era mulher pintada
Mas estava muito magoada
Porque havia perdido seu grande amor
Em silêncio, despetalava uma flor
Pensando, ela dizia: bem me quer, mal me quer
O pedido que quero fazer
É que meu amor volte de onde estiver
Não fique assustado ao ver a mulher pintada
Chorando lágrimas pretas
Em águas salgadas de linhas retas
Não é maquiagem
É a triste e verdadeira imagem
De uma mulher que muito sofre
Está aprisionada na torre
Que mora em seu coração
É uma mulher de carne e osso
Que se encontra agora no fundo do poço

sábado, 7 de fevereiro de 2009

COISAS SIMPLES


Eu gosto das coisas simples da vida
Uma saudade sentida
Paixão reprimida
Canção ouvida
Um pequeno detalhe pode tudo mudar
Devemos viver um dia de cada vez
Porque quando o tempo acabar
Você não dirá tudo, talvez
Um momento bom vale mais que tudo
É importante para o mundo
É muito bom dizer "te amo"
Para as pessoas que gosto por onde ando
É muito bom escrever
Pois tenho muitas coisas pra dizer
Fico feliz com um abraço
Que une pessoas como num laço...

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

COISAS ANACRÔNICAS


Coisas anacrônicas
São coisas estranhas, talvez
Extremamente "fora do padrão"
E do tempo a que se referem
Mas dependendo do que é,
Pode ser uma coisa normal
Como cortar os pulsos,
Perder os valores que tem
E na pior e mais hipócrita das hipóteses
Ser algo que não é...
Já outros tipos de pessoas
Consideram como algo anacrônico
Falar o que pensa
Ser autêntico em tudo
Ser "diferente" dos outros e ter esse desejo
Saber o que quer da vida
Mas isso é só uma questão de opinião

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

O POETA


O poeta
Não é somente aquele
Que é capaz de escrever o que sente
E principalmente não mente,
Mas aquele que é capaz
De uma maneira sagaz
De sentir aquilo que escreve
Que nas palavras entre e navegue
O verdadeiro poeta
Sabe da maneira certa
Talvez secreta
De tocar o coração da pessoa
Onde o significado daquelas palavras ressoa
E elas se sentem dentro do poema
Que mesmo talvez sem tema
Elas encarem aquilo como lema

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

EU E VOCÊ


Eu e você
Somos como areia e mar
Que se encontram depois de a onda quebrar
Eu e você
Somos como céu e terra
Um sentimento que se fortalece a cada era
Eu e você
Somos como água e fogo
Apesar das diferenças, nos completamos no ego
Eu e você
Somos como corpo e alma
Unidos como uma trama
Eu e você
Somos isso e muito mais
Nem sabemos do que esse sentimento é capaz
Mas apenas queremos ficar em paz
Só eu e você...

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

CADERNOS DE SENTIMENTOS


Em meus cadernos eu escrevo
O que me dá vontade
Pra eles nunca minto
Quase sempre falo aquilo que sinto
Falo também sobre meus acontecimentos
E aquilo que aflige meus pensamentos
Também escrevo sobre o que gosto
Até mesmo a alegria que está no meu rosto
Escrevo sobre o amor também
O que penso ou sinto por alguém
Talvez sobre um rapaz bonito
Ou versos que repito
Como os que escrevo
Através da minha imaginação
Descrevo meu frágil coração
Que guarda palavras
Que voam no vento
Até mesmo sobre coisas que invento
Gosto muito de meus cadernos
Que guardam em suas páginas
Por quse todos os momentos
Meus mais puros sentimentos!

domingo, 1 de fevereiro de 2009

FÉRIAS


Tomara que eu passe por média em todas as matérias
Preciso logo de umas boas férias
Talvez eu possa viajar
Não sei pra onde, mas vou aproveitar
Mas mesmo que eu talvez não viaje,
Pelo menos vou poder descansar
Vou poder conversar com a minha amiga
Sem pensar na sua partida
Essas são as férias de verão
Janeiro vai ser o auge do calorão
Que aquece nosso coração
Em dezembro tem Natal
Uma data muito especial
Depois tem o Ano-Novo
Outro ano começa de novo
Em fevereiro tem carnaval
Com muito alto-astral
Em março, volto à escola
Acabará a minha folga

sábado, 31 de janeiro de 2009

MÁSCARA CAÍDA


Preciso saber quem você é
E aquilo que você quer
Ninguém merece ser só mais alguém
E não transparecer também
Você pode ser inconsequente e inconsciente
Não se preocupar em ser adulto ou criança
Mas sempre vai ter essa lembrança
Por isso, não se esqueça
Que o importante é ser você
Por mais estranho que possa parecer
Tire a máscara que cobre o seu rosto
Se mostre e talvez eu diga se gosto
Do seu verdadeiro jeito de ser
Se não fores tu mesmo, tua máscara vai cair
Não vai saber o que fazer
Das suas atitudes todos vão rir

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

SEMPRE AMIGAS

Há pouco tempo nos conhecemos
Mas bem sempre nos demos
Somos muito unidas
Entre nós quase não há brigas
Sempre, sempre amigas
Nós dividimos nossos segredos
E confessamos nossos medos
Sou feliz por nossa amizade
Quando não te vejo, sinto muita saudade
Minha companheirinha
É miguxinha
Gostamos de escrever bilhetinhos
Nossas rosas não têm espinhos
Somos como poetas
Escrevemos nossas emoções mais discretas
Ou até secretas
Através dos poemas
E um de nossos lemas
É a eterna amizade!
Te amo-doro demais
Que nossa amizade permaneça em paz!

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

DESTINO INGRATO


A vida inteira esperei respostas
Para minhas indagações
Foi engraçado como tudo aconteceu
Entregamos nossos corações
Nas mágoas a gente se perdeu
O destino me fez partir
O tempo vai nos descobrir
Pode não ser o fim dessa história
De alguma coisa notória
Minhas escolhas me trouxeram até aqui
Não tenho mais como fugir
Esse destino foi engrato
Nos separamos de fato
Preciso seguir a minha intuição
Confiar no meu coração
Minha vida eu vou continuar
Espere, talvez pra você eu possa voltar

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

TEMPO


Tempo...
O que será de mim
Se ele acabar
E tudo o que penso e sinto
Não puder expressar?
Tempo...
O que será isso?
Às vezes ele deixa
Meu coração mais indeciso
Sei que ele é um elemento
E que neste exato momento
Está passando
Isso vai me agoniando
Pois tenho tantas coisas pra falar
O que agora eu preciso
É esperar
O tempo passar
Pra tudo melhorar
Ou pelo menos tentar
Tempo, passe logo
Pra que eu possa fazer algo
Que me deixe feliz
Isso é tudo o que eu quero
E sempre quis
Poder o que penso e sinto
A todo momento expressar
E tudo lhe falar
O tempo é o senhor do meu destino
Já sou homem
Mas tenho dentro de mim
A grandeza de um menino

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

CONFIE EM MIM


Eu preciso que você confie em mim
Acredite em mim
Não me deixe assim
Por favor, fique comigo aqui!
Você sabe que eu te amo
Que eu jamais te deixaria
Magoaria ou esqueceria...
Sinto falta dos seus beijos e abraços
De poder seguir seus passos
Tomara que tudo volte a ser como antes
E que se alegrem os nossos semblantes
Estou tomada pela tristeza
Tudo à minha volta perdeu a beleza
Não quero te perder, enfim
Meu amor, confie em mim...

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

RAP DOS BRUXOS


E aí, galera?
Esse é o rap dos bruxos
Nisso nós somos feras
E somos miguxos
Entendemos de magia
Vivemos com alegria
Fazemos muita bruxaria!
Fabricamos poções
Vivemos muitas emoções
Usamos os nossos poderes
Para unir com o bem todos os seres
Sacudimos uma varinha
E às vezes saímos da linha
Somos divertidos
E muito amigos
Só fazemos o bem
Vem com a gente também!
Se você gosta de magia
E vive com alegria
E emoções quer viver
Vem magia boa com a gente fazer!

domingo, 25 de janeiro de 2009

MEU MEDO DE MIM MESMO


Quero poder um dia voltar
A ver minha vida como eu sempre quis
Nada vai mudar minhas verdades
E escapar de tudo por um triz
Agora eu sou o que restou da minha dor
Eu não vou me esconder
Me diga a verdade, por favor
Talvez eu mude por você
Não quero mais sofrer
Quero aprender a viver
Logo perder
Meu medo de mim mesmo
Preciso que a vida me leve
Agora posso errar e aprender
Sem culpa de tudo lhe dizer

sábado, 24 de janeiro de 2009

MARÉ DE AZAR


Estou numa maré de azar
Dela quero me livrar
Penso em me matar
Não sei o que fazer
Só quero me encontrar
Tudo tem dado errado
Quero esquecer o meu passado
Às vezes acho que não sou uma menina
E sim um ser de outro planeta
Não quero saber se estou certa
Vou me matar com estriquinina
Às vezes acho que sou um espírito
Espírito que vaga numa casa vazia
Vazia como minha alma
Tenho que aceitar tudo com calma

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

NAMORADOS E AMIGOS


Quando você me olhou daquele jeito
Me senti tão estranha!
Mas não lhe dei atenção
Você continuou insistindo
E eu da sua cara rindo
Me divertindo e fugindo
As coisas entre nós mudaram
Muitos dias se passaram
Até que eu te dei uma oportunidade
Pra eu talvez ter uma nova identidade
No começo, eu era indiferente
Isso ficou marcado na sua mente
Percebi que você não era carinhoso
Meu coração ficou receioso
Depois, você aprendeu a lição
Abriu de uma vez seu coração
Sabe dizer aquilo que sente
Me ouve e entende
Agora, você me conquistou de verdade
Quando estamos distantes, sinto saudade
Você agora é meu namorado
O mais querido e amado
Me sinto bem quando estou do seu lado
Espero que fiquemos sempre unidos
Namorados e amigos...

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

CAVALGADAS DA VIDA


Pego meu cavalo
Coloco os arreios
De vereda subo na sela
E saio a trotar
Em muitas coisas me ponho a pensar
Penso nos lugares que visitei
Coisas que esqueci
Palavras que disse
Ou que deixei de dizer
Meus arrependimentos
Alguns outros sentimentos
Em tudo o que já vivi
Deixei de viver
Tudo o que já almejei
Conquistei
E sonhei
Quero viver o presente
Nas cavalgadas da vida
Não quero me sentir dividida
Pois quero somente
Relembrar as coisas boas do meu passado
Aproveitar o presente
E esperar o futuro
Do qual ninguém sabe ao certo

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

CORAÇÃO PARTIDO


Meu coração está partido
Seu caminho está perdido
Tudo acabou sem sentido
Está batendo sem um bom motivo
Agora triste eu vivo
Fecho os meus olhos e te vejo
Sonho em te dar um beijo
Poder expressar o meu desejo
Quero libertar minha alma
Pensar em você me acalma
Apesar de meu amor não ter sido esquecido
Meu coração está machucado e ferido

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

ESCOLHA


Eu não tenho escolha
Preciso te deixar
Mas não quero lhe magoar
Te ver chorar vai me fazer sofrer ainda mais
Quero dizer que eu jamais
Quis te ver assim
Porque você é importante pra mim
Não me arrependo de ter te amado
Mas não quero me sentir aprisionado
Essa é a minha escolha
Vou ter que aceitar
Que não consigo mais te amar
Agora só quero sua amizade
Você vai ter que conviver com a saudade
Estou falando a verdade
Encontre sozinha a felicidade
Você não tem escolha
Porque pra onde você olha
Todos riem da sua cara
Vá logo embora
Alguém te espera lá fora
A sua vida é uma mentira
Que você tenta esconder
E agora não sabe o que fazer
Não chore
Não implore
Pois nada vai me fazer ficar
Acredite, quando eu for embora, tudo vai melhorar
Seja você mesma
E se livre desse peso

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

VENTO DA SAUDADE


Um dia tu viajaste
Sozinha me deixaste
Por isso me bateu saudade
Ando pelas ruas da cidade
Imaginando se estás bem
Minha imaginação vai além
De repente, vem o vento da saudade
Soprando com intensidade
Realiza o meu desejo
E me deixa o teu beijo
Saciando minha vontade

domingo, 11 de janeiro de 2009

SOLIDÃO


A solidão quer me enlouquecer
Não consigo ficar sem você!
Tudo à minha volta morreu
Quando você me deixou
Até mesmo a mais colorida flor
Quero apenas estar do seu lado
Meu coração está machucado
Preciso de você perto de mim
Não pensei que fosse ficar assim
Seu beijo é um carinho irresistível
Você na minha vida é insubstituível
Eu não posso acreditar nas coisas que você me falou
Tudo naquela hora parou
Perdeu todo o sentido
Eu amo você
Será que você não entende
Não ouve ou compreende
Que eu nuca quis te machucar
Eu só quero te abraçar
Te ver pra mim voltar

sábado, 10 de janeiro de 2009

OLGA


Olga...
Dê uma folga
Para sua costura
Tem alma pura
E muita ternura
A melhor vovó do mundo
Tem um carinho profundo
Por seus netos
Tem mãos enrugadas
Unhas compridas
E bem cuidadas
É uma ótima costureira
Gosta da sua vida rotineira
Sempre muito calma
Alegre e sorridente
Tão bondosa
E amorosa
Das suas conversas
Vou sentir saudade
E da sua amizade
Sentirei falta
Adeus, vovó!
Um dia, eu e meus primos vamos te encontrar
Para sempre vamos te adorar!

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

ERROS


Errar não é pecado
Exceto quando alguém se pode magoar
Às vezes por algo que a gente falar
Um erro podemos perdoar
Qualquer um sabe que errar é humano
E que por meus erros estou pagando
Com nossos erros podemos aprender
A da maneira certa fazer
Até podemos nos arrepender
Do que a gente possa dizer

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

BOM ENTENDEDOR


Pra um bom entendedor
Meia palavra basta
Eu não gosto quando de mim você se afasta
Quero dar um basta
Nessa solidão
Eu te adoro
Não me deixe sozinha, eu imploro
Tudo à nossa volta é uma farsa
Onde cada um tem o seu comparsa
Esse segredo quero lhe dizer
Pois não consigo mais esconder
Tenho medo de sua amizade perder
Por você, há muito tempo eu espero
Pois o seu amor é tudo o que eu quero
Você precisa entender
O que o meu coração quer dizer

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

CAROL


A Caroline é uma menina
Que sabe o que quer
Não gosta de perder
É uma pessoa decidida
Mas algumas vezes se sente perdida
Ela ama um cara demais
Do lado dele se sente em paz
Por quem não devia ela chorava
Sofria e muito se magoava
Carol é muito bonita
Legal e querida
Atrevida e divertida
Gosto de ser amiga dela
Já conheço ela através de um olhar
Comigo você pode contar
E por isso digo pra ela comigo desabafar
Te amo muito, Carol
Não deixa queimar o farol
E não se esqueça do amor
Que está no seu coração
Nem da sua emoção
Sempre serei tua amiga
Companheira
Eterna conselheira!

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

SEGREDOS


Eu tenho muitos segredos
E também alguns medos
Guardo segredos de muita gente
Isso me deixa muito contente
Pois pra elas eu sou confiável
Conselheira e amigável
Muitos de meus segredos
São sobre meus mais profundos sentimentos e desejos
Alguns deles
Jamais poderão ser revelados
Para sempre ficarão guardados
Segredos secretos
Talvez sobre romamces singelos
Ou laços e elos

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

LÁGRIMAS


Lágrimas rolam de meu rosto
E tu não está comigo
Os momentos que passei contigo
Pra sempre vou lembrar
O teu sorriso sempre vou adorar
Lindo como teu olhar
Dois grandes amigos sempre seremos
O destino não nos afastará
Tudo como sempre estará
Hoje, de ti sinto saudade
O bem mais precioso que tenho é a tua amizade
Mas para onde eu for
Aqui vai estar o meu amor
Sempre puro e com ardor
(Z)