terça-feira, 17 de abril de 2012

EU, ASSIM

Eu, assim,
Com essas manias incorrigíveis
Meus cabelos bagunçados
Pernas finas e mão suadas.
Eu, assim,
Com meus sorrisos frágeis
Lágrimas mais frágeis ainda
O coração cheio de feridas
Que ainda teimam em machucar.
Eu, com meus anseios, desejos
Virtudes honrosas e defeitos
Ocultos no xadrez das camisas
E nos jeans escuros.
Eu, com minhas unhas esmaltadas
Velhos anéis de prata
Medos e escolhas.
Eu, com minhas carências, atitudes
Silêncios e versos simples.
Apesar de tudo isso
Tu me amas por quem eu sou
Mesmo que eu ainda não tenha certeza disso
Não me negas os abraços
Mesmo que às vezes eles sejam um pouco aflitos
Pedaço de mim
Meu irmão há muito tempo
Amor da minha vida
Que me traz o que tem de mais puro.

sábado, 7 de abril de 2012

A NOSSA SAUDADE

Mesmo à distância
Consigo sentir teu amor
E saber que é verdadeiro.
Me fazem falta os abraços
Que nos unem e confortam
Mas ao mesmo tempo posso senti-los
Todas as noites, antes de dormir
De um jeito indescritível.
Me fazem falta as palavras
Quando as ouço da tua voz
Mas posso te sentir bem perto
Quando meus olhos as leem.
Nunca esqueça que eu te amo
E vou estar sempre do teu lado
Mesmo longe assim
Posso te sentir pertinho
E nossa saudade não impede
Que estejamos lado a lado.

quarta-feira, 7 de março de 2012

ÉPICO II

Somos irmãos,
E isso nunca vai mudar
Nos afastamos por muito tempo
Por causa de uma ilusão
Que quebrou nossos corações
E nos transformou no que somos
Você agiu como um monstro
Muito diferente de mim
Mas eu ainda te amo
E no fundo sempre senti
Que merecia uma nova chance
Uma nova escolha
Mesmo que tenhamos o mesmo alvo
Sinto que o amor
É a sua humanidade
E que pode se redimir.

sexta-feira, 2 de março de 2012

ÉPICO I

Vivo há muito tempo
E tenho vergonha do que sou
Porque aquele amor
Me amarrou, cegou,
Enganou, matou,
Transformou.
Fiz uma nova escolha
Porque não quero machucar ninguém
Quero viver outra vida
Me redimir dos meus erros
Por coisas que não pude controlar
E poder te amar.
Talvez seja melhor eu ir embora
Com o coração partido
Do que te ver sofrer;
Me perdoe,
Não queria que fosse assim.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

EGO

Se me vir,
Vou desviar o olhar
Se chegar perto,
Não vou me preocupar.
Se quiser conversar
Vou evitar responder,
E retribuir o bom-dia
Apenas por educação.
Se algo me perguntar,
Não vou olhar nos olhos
E em tua fala mansa
Não vu reparar.
Se a melhor vingança
É o desprezo,
Minha alma vai ser lavada
E meu ego
Saindo ileso.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

FANTASMA II

Você não faz ideia
Do quanto eu poderia
Te fazer feliz,
Mas sua ignorância não deixou.
Se eu dia eu quiser
Você vai ver meu rosto
Em todos os lugares
Ouvir minha voz
Em seus sonhos
E chamar por meu nome
Quando estiver com ela.
Te perseguir em cada sombra
Até te enlouquecer
Como um fantasma.
Se você me quiser por causa disso
Vou dizer que não,
Brincar contigo
Como você fez comigo.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

CONTEMPLAÇÃO

Hoje, mais uma vez depois de muito tempo,
Olhei pro mar, pras ondas quebrando
E me senti menos triste
Apesar de estarmos tão longe.
Olhei pro mar
E me lembrei de você,
De nós dois
E dessa admiração tão perene.
De alguma forma
Te senti um pouco mais perto
E se tornou mais fácil
Conviver com essa espera;
Porque sei que logo vamos nos ver
E eu estarei de novo no teu abraço
Que afasta todos os meus medos.
Agora posso sentir
Que foi o mar que te trouxe pra mim
E o fato de estares
Ao lado de quem amas
Acalma meu coração e mente inquieta.
A saudade não me mata
Porque sei que também me amas
E tenho plena certeza
De que se vais
Em breve voltará
Como as ondas do mar
Vêm e vão.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

FANTASMA I

Vamos ver
Quem vai ser a próxima
Em quem você vai pisar,
A próxima
Que você vai enganar.
Vamos ver
Se ela vai perceber
Quem você é.
Por enquanto
Só vai ter meu desprezo
Mas se eu quiser
Posso te fazer
Comer na minha mão.
Tanto faz
Quem seja a coitada
Que está com você
Se ela sabe da verdade
Vocês dois se merecem!
Se se apaixona
Logo já pensa em "casar"
Mas se não te agrada
Não pensa duas vezes
Em simplesmente chutar.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

DESPERDÍCIO

Desperdicei muitos versos
Pensando em você,
Expressando o meu sentimento
Verdadeiro de paixão.
Mas você jogou isso fora
Fingiu, me enganou,
Tentou me entristecer
E não conseguiu.
O que aconteceu
Não vai nunca me impedir
De ainda falar de amor,
O amor que vive aqui dentro
E que ainda vai ser dado
Pra quem merece...
Não guardo mágoas
Mas não sofro de amnésia
E o mundo não gira ao seu redor.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

ORGULHO

Olhava no azul
De seus belos olhos
E me via no céu
Do teu paraíso,
Subindo cada vez mais
Sem medo de cair.
Me via no mar
Mais limpo e calmo
Com o nítido cheiro de sal
Misturado no teu.
Quando menos imaginei
Me empurraram pra baixo
Pra que eu caísse de cabeça
E tua onda mais traiçoeira
Quis me puxar
E matar.
Mas isso nunca
Vai afogar meu orgulho
Ou derrubar
Meu coração.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

DICIONÁRIO

Perdoar
E esquecer
Não são sinônimos
E não fazem rimas
Nem na vida
Nem no meu dicionário.
No fundo eu agradeço por isso
Porque agora
Abri meus olhos antes cegos
E sei quem você é.
Agora sei
Que devo pensar mais em mim
E no final
Quem riu por último
Fui eu!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Recado!

Agora não vim falar de poesia, até porque já postei hoje. Mas vim falar sobre uma situação muito chata que já presenciei com outras pessoas em muitos outros lugares da internet, mas nunca pensei que fosse acontecer comigo: a cópia de textos sem créditos ou aspas em caso de desconhecimento de quem escreveu.
Estava agora mesmo verificando postagens antigas e vi um comentário. Eis ele:
NinaOct 14, 2009 08:04 PM
Nossa amei.. Esse poema diz tudo sobre os casais!!!!!!!!Adorei que ate roubei.. rsrs
Beijos!!


Eis aqui minha recente resposta:

Desde que tenha colocado créditos, não me incomodo.

Pois agora há pouco, me ocorreu de clicar no endereço de usuário desta pessoa. Depois de breve pesquisa no arquivo, encontrei meu texto, sem os devidos créditos ou aspas. Estou chateada. Qualquer pessoa que escreve e resolve compartilhar isso com outras pessoas deve saber do que estou falando...
Gostaria de pedir a essa Nina e qualquer outra pessoa que admire meus textos e quiser utilizá-los, que por favor não se esqueça de por meu nome. Agradeço.

Para visualizar a página a que me refiro, clique aqui.

GURI

Não sei o que vai acontecer
Quando eu te vir de novo,
Já nem sei mais o que sinto.
É muito estranho pensar
Que um dia eu já te quis pra mim
Que um da eu sonhei ser tua
E fui tão cega.
Pensei que houvesse
Verdade em seus olhos
Mas me enganei.
Você não precisava ter
Mentido e fingido
Era só chegar e dizer
"Nunca mais fale comigo."
Mas você é fraco,
Me usou, tentou me machucar
Mas você não entende, não faz ideia
Porque é só um guri.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

ENGANO

Não te perdi.
Como posso ter perdido
Algo que nunca foi meu?
Foi só mais um engano,
Mas isso não vai me derrubar
Porque o que não me mata
Me fortalece,
Você não me conhece.
Não guardo mágoas
Estou aprendendo a esquecer o passado
Mas não vou me deixar levar
Pela armadilha dos seus olhos
Posso até sofrer um pouco
Mas não aceito que mintam pra mim...
Não vou mentir
Queria pelo menos ser tua amiga
Mas vou ficar bem, estou bem.
Nem se tivesse dito que me amava
Não aceito ser pisada assim
Quero um homem, não um moleque
Um rei
Pra estar do meu lado
Porque eu nasci pra ser rainha.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

VISITA

Ele chegou de mansinho, sem eu perceber.
Eu o esperei a vida inteira!
Também espero que permaneça, porque em mim não há pressa de ir embora, querido.
Porque quando você aperta minha mão, sinto que tudo de ruim vai embora.
Sei que você, mesmo de longe,
me guia pelos corredores escuros, me ajuda a encontrar a saída e iluminar o caminho.
Ainda não vou. Quero vê-lo feliz.
Não vou. Quero poder brotar um sorriso em teu rosto.
Sinto que o sol ainda vai brilhar.
Tenho que partir, mas prometo voltar.
Enquanto isso, não tenho pressa. Ficarei mais um pouco, meu querido.

domingo, 22 de janeiro de 2012

PÓS-VIDA

Na minha escrita
Repito palavras
Que nunca são ditas,
Coisas que nunca ouvi
Mas que já quis dizer.
Luzes distantes
Céus sem chuva
Vidas sem dor
Lugares dos quais abro mão.
A cada palavra que surge
Em meio às verdades
Da pós-vida
Que na graça dos deuses
São ouvidas as orações.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

MONSTRO

Nos afogamos
Na minha consciência que virou água
Então deixei meu coração ir
Chegar até o fundo
Pra trazer de volta a esperança
Que você roubou de mim.
Vou parar o mundo
Pra que não fique cheio
De monstros como você
Porque eu consegui sobreviver
Depois que você se foi
O mundo passou a ser meu.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

When I am with you

Everybody needs a song
'Cause this life is not easy
And when the night is so long
I know you are with me.

When I am with you
I know there is light to break up the dark
If everything is falling apart
Because I am with you.

You've always shown me a way home
When the waves have tried to take me, alone;
And even with this distance
We never forget what's of the biggest importance.

When you held my hand
I knew that you always care
And whether in the air or upon the land
For you I will be there.

When I am with you
I can see the truth in your eyes
The stars love the moon;
It's as beautiful as the butterflies.

When you held me
You gave me all I ever needed
And whatever I am going to be
Your pure love I shall keep and spread.

When I am with you
I feel like I belong somewhere
And in anything I am supposed to do
I know I will beware.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

CONFORTO II

Outras vezes da tua mão senti o aperto
Fui tomada por um agradável calor
Soube que alguém valoriza meu acerto,
Aquele que merece todo o amor.
É um calor que me agrada
Não produz em mim o velho desejo desenfreado
Mas me deixa confortada
Pois para o meu destino estavas reservado.
Na estranha despedida
Me envolveste de novo nos teus braços
Juro que nunca me senti tão protegida
E queria que nunca tivesse acabado.
Foi a melhor sensação do mundo
Estar ali no teu abraço apertado
Que curou com carinho profundo
As feridas do meu coração quebrado.
Por isso, só tenho a agradecer
A tudo o que fizeste por mim
Algo que nunca vou esquecer
Nos proporcionando um feliz fim.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

CONFORTO I

Hoje posso dizer
Que estou bem mais feliz
E nada se pode fazer
Pra destruir o que já se diz.
Naquele primeiro dia
Quando pegaste a minha mão
Entendi quem realmente merecia e iria
Me ajudar por ter um bom coração.
Há pouco matamos novas saudades
Mas parece que foi há muito tempo
Revelamos secretas verdades
Em palavras suaves como o vento.
Esperei por este momento toda uma vida
Porém sempre senti que iria chegar
Onde apesar de me sentir perdida
Estar ao teu lado iria me curar.
Não me deste soluções prontas
Até por isso ser impossível
Mas sempre se importou com minhas lágrimas tolas
Sendo paciente e disponível.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

MONTANHAS

Eu continuo sonhando
Porque existe uma voz dentro de mim
Que tenho que continuar andando
Pra não deixar tudo ficar assim.
Os passos que eu dou
Não têm direção
Porque eu não sei quem sou
Nem como lidar com o meu coração.
Mas mantenho a cabeça erguida
Pra subir as montanhas do caminho
Porque em cada flor da vida
Existe o ferido espinho.
Algo está me esperando do outro lado
Mas ainda devo insistir
Nem tudo está acabado
Tenho outros caminhos pra descobrir.

domingo, 1 de janeiro de 2012

CONTROVÉRSIA

Por mais forte que eu seja
Por mais que eu saiba
Que sou indomável
Impetuosa
Como o fogo
Furiosa
Como o vento
E resistente
Como a terra;
Sou humana, não sou perfeita.
Fogo também apaga
Água também evapora
Terra também se desfaz
Vento também deixa de soprar.