sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Eu te senti

Quem é
este homem
sem rosto
do qual
sou capaz
de sentir
o perfume?

Quem é
aquele que
povoa meus
loucos sonhos,
mas de
quem nunca
vi os
belos olhos?

De quem
serão estes
mornos abraços,
que ficam
em mim
até depois
que acordo?

Qual será
o nome
do dono
dos beijos
tão nítidos,
que tão
calorosamente me
fizeram sorrir?

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Tudo o que quero

Um chão sólido
sobre o qual pisar,
mão bem firme
sempre a acompanhar,
céu tão, tão azul
que a nada pode se comparar.

Música, um bom livro,
alguma solidão
ou em companhia
cuidar do meu coração
e assim evitar a perdição.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

VII

Oi, querido.

Tenho me forçado a escrever todos os dias, porque tem sido bem difícil lidar com os meus pensamentos. Talvez a tinta me faça enxergar o que não consigo ver, assim como tu consegues com maestria abrir os meus olhos como mais ninguém.

Nem tudo é tristeza. Só o fato de eu ter voltado a escrever já é uma vitória em muitos aspectos. A poesia outra vez tem sido minha companheira junto com a solidão, o que muito me consola. Assim como pensar em ti e imaginar o que estás fazendo agora. Sei que fazes o mesmo comigo; de alguma forma mágica estamos bastante conectados.

Fico contente por ti e pelas viagens que fizeste. Com certeza elas te abriram os horizontes e te fizeram ver muitas coisas de forma distinta. Mal posso esperar pelo dia em que o mesmo acontecerá comigo, porque preciso muito disso. E dividir tal experiência contigo seria melhor ainda.

Venho tentando me ajudar de todas as formas que encontro, porque quero ser a leoa rainha e guerreira que tanto dizes que sou. Por ti e principalmente por mim. Te juro que não vou desistir. O que seria de mim sem teu amor?
Da tua amiga.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Canção da minha vida

Cada vez mais
aquela velha canção
parece ter muito
a ver comigo.

Toda a confusão,
toda a luta,
todo o medo,
toda a dissociação...

O grito
a guitarra
o confronto
a morte.

Aquela estranha canção
talvez desde sempre
é tão minha.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Abertura

Eu quero conhecer
quem diabos é você...
Ou até quem acha que é
e eu te direi que você
e muito mais.

Me abra sua alma,
me deixe entrar
no seu espírito,
pensamentos, medos,
futuro, sonhos, passado
e esperança.

Dispa-se
e eu te receberei.

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Ausência

Olá, pessoal.

Por causa da nova rotina lotada (e porque quero tentar passar menos tempo no computador), não postarei todos os dias aqui no blog, mas sempre que houver algum escrito novo, divulgarei para vocês. Como sempre, agradeço sua companhia e troca!

Um abraço.

domingo, 1 de fevereiro de 2015