terça-feira, 30 de junho de 2009

PIANO



Agora sento-me em frente ao piano
Com muitas coisas em minha cabeça
Pretendo concretizar meu plano
Minha vida não avança nem regressa.
Um novo poema escrever
Para o que sinto lhe falar
Não pensar em mais sofrer
Apenas de novo contigo estar.
Uma simples canção vou tocando
Simples notas que percorrem meus dedos
Discretas lágrimas talvez rolando...
Meus versos vou terminando silenciosamente
Para meu piano não tenho segredos
Talvez meu plano seja de unir de novo a gente...

segunda-feira, 29 de junho de 2009

RUA ESTREITA


Ando por uma rua estreita
Vagando sozinho pela escuridão
Buscando a poesia perfeita
Com as palavras do meu coração.
Não escuto meus passos escuros
Me lembro do que eu queria tanto
Esquecer o seu encanto
Mas ainda vejo teu rosto pelos muros.
Mesmo que eu outra coisa procure
Para mudar meu pensamento
Em relação a esse amor,
Quero lembrar desse momento
Por qualquer lugar que eu for
E que isso simplesmente se perdure.

domingo, 28 de junho de 2009

SOU POETA


Escrevo uma simples poesia
Boas palavras colocar
Mesmo perdido na boemia,
A partir daquilo que me ponho a pensar.
Trova, balada ou soneto
Pode ter como tema o amor
No verso talvez imperfeito
Ou mesmo o perfume da flor.
Sou poeta
Busco discreta rima
Algo melhor não existe.
Minha companheira é a caneta
Escreve aquilo que me anima
Pois sou daqueles que não desiste.

sábado, 27 de junho de 2009

UM MAR DE PALAVRAS


Já não sinto mais a dor de minhas feridas inócuas
Perco meu tempo destruindo lápides internas
E talvez inutilmente
Repondo minhas esperanças perdidas...
Posso agora rir de minha própria tristeza
Ou chorar de dor por minha falsa alegria
Viestes sorrateiro e me trouxeste ilusão.
Escapas entre meus dedos
Como um fio fino de tempo
Afogado na areia movediça.
Me disse um mar de palavras
Que não me trouxeram nada de
Útil.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS


Assim me sinto, pensativa, como uma
Menina triste e sozinha
Que não sabe o que quer da vida.
Roubava os sentimentos das outras pessoas, e guardava em
Livros negros e mofados. Mas na verdade ela
Encontrou um motivo para todas
As palavras tristes que escreve.
Morte, tristeza e lágrimas,
Três palavras que sempre andam juntas!
Vezes combinadas,
E que fazem parte de todos.
Se o que eu escrever fizer algum sentido, mesmo sombrio, minha poesia
Salvou a todos que leem da falta de versos simples...
Em cada dia que nasce,
Todas as poesias surgem através de alguém.
A menina que roubava livros em busca de inspiração...

terça-feira, 23 de junho de 2009

ANJO FERIDO


Encontrei um anjo ferido
Tinha os olhos furados
Estava bastante encolhido
As asas tinham os ossos quebrados...
Tomei o lindo anjo nos braços
Sua face estava sangrando
Seus pés pareciam bagaços
A sua luz estava se apagando...
Com uma faixa vendei seus olhos
Levei-o até onde eu morava
O sangue jorrava como feridas de abrolhos
Parecia que de dor ele chorava...
Pelo caminho da minha casa,
As pessoas ficavam espantadas
Estavam prontos para a caça
Andavam até armadas...
Quando em minha casa cheguei
Do anjo ferido fui cuidar
De pena dele eu chorei
Mas queriam por causa dele me matar...
Daquela perfeita face tirei a venda
O sangue continuou a escorrer
Eu rezei: meu Deus, que essa gente entenda
Que mal a ele não vou fazer...
Começaram a bater na porta
O pobre anjo a se desesperar
O resto não importa
Pois ele precisa se salvar...
Finalmente a porta arrombaram
Para minha casa queimar
Me mataram,
Mas meu lindo anjo não levaram
Pois ele conseguiu se libertar,
Curar,
Voltou a pelo céu voar...

segunda-feira, 22 de junho de 2009

PALAVRA DE POETA


Palavra de poeta
Que tem coisas pra dizer
De uma maneira discreta
Com ela tudo se pode fazer.
Palavra de poeta
Expressando talvez a alma feminina
Para existir, precisa de lápis ou caneta
E que o poeta encontre razão e rima.
Palavra de poeta
Escrita agora com rima cruzada
Simples e direta
Entre os românticos,
O pensamento está na mulher amada
Buscando também a melodia do cântico.
As palavras do meu poeta
No seu imaginário me fazem viajar
Posso conhecer um pouco da sua vida secreta
E ele me ensinou a amar...
E rimar!

domingo, 21 de junho de 2009

AMARANTO


Amaranto
Aquilo que eu poderia sentir
O que me dizes, sempre e tanto
Do qual eu não poderia fugir.
Tu és meu amaranto
Que faz o rico voltar a ser pobre
Esquecer a minha mágoa e meu pranto
Como a flor que não conhece a morte.
Amaranto
Um sentido concreto para minha vida
Não espero que você seja santo
Diante da alma tão sofrida...
Aquele amaranto
O que a escuridão não pode abraçar
A razão talvez se acabando
Pelo fato de eu te amar.
Amaranto
Apenas uma flor simples e bela
Contigo me protejo do frio vento
Pra não me sentir mais como só "aquela".

sábado, 20 de junho de 2009

POEMA AO AMIGO


Meu querido amigo
De você muito eu gosto
Desculpe se com isso te fatigo
Ou te causei algum desgosto
Perdoe por esta rima pobre
Mas este poema te dedico
Tomara que um pouco de compaixão te sobre
Pra compreender a sinceridade
Destes versos ao amigo
Que me dá valiosa amizade!


sexta-feira, 19 de junho de 2009

SEM NOME


Sou um homem sem nome
De poesia e inspiração tenho fome
De amor tenho sede
Um beijo você me pede
Arde dentro de mim esse amor
Que agora se abre em flor
É uma sensação sem nome
Conheço isso não sei de onde...
Apenas você assim me provoca
O seu lobo ainda não foi para a toca,
Mulher efêmera
E sem nome?

quinta-feira, 18 de junho de 2009

MEU SEPULCRO


Aicítel ou talvez Haras
Assim está escrito no meu sepulcro
Apenas nomes, palavras raras
Onde escondo meu lado mais escuro.
Guardo ali lembranças que deveriam ser apagadas
Que quero muito esquecer, não minto
Diversas coisas que penso e sinto
Páginas viradas,
Algumas, apenas folhas rasgadas...
No meu sepulcro
Jazem flores negras e murchas
Pétalas frias e turvas
Em meio ao seco musgo.
Sobre a suposta lápide
Talvez em letras garrafais
Um bilhete onde diz: Aqui, infelizmente jaz
O íntimo de quem quer encontrar a paz
E que em meu coração reside!
De repente, alguém num carinho seca minhas lágrimas
Nossas mãos ficam próximas...
E ele num doce sorriso fala:
Me deixe talvez ser teu poeta
Conhecer e revelar sua parte secreta!
Assim minha tristeza se cala.
Pelo belo rapaz sou abraçada,
Sinto seus suaves lábios
Instantes eternos, mesmo que rápidos,
E volto pelo mesmo a estar apaixonada.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

O QUE É RIMA?


O que é rima?
Não é apenas palavras de parecidos sons
Talvez da inspiração seja prima
Ou como um quadro de diferentes tons...
Como é a rima?
Pode ser pobre ou rica
Dos poetas a busca e sina
E quando vem tudo simplifica!

terça-feira, 16 de junho de 2009

SÓ POR UM MOMENTO


Te peço:
Que só por um momento
Deixe te passar esse pensamento
Abra em flor esse sentimento
Me dê conforto e alento!
Só por um momento
O passado esqueça
Ao meu lado permaneça
Ultrapasse o firmamento...
Só por um momento
Apenas viva
Divida comigo sua vida
Que te ajudarei no sofrimento
Só por um momento
No meu ombro tenha a cabeça encostada
Conte pra mim o seu lamento
E não chores mais, minha amada!

sábado, 13 de junho de 2009

NOSSAS BRIGAS


Nossas brigas
Às vezes podem ser nossas amigas
Pois, querendo ou não
Fazem parte das nossas vidas
Mesmo que nos magoem o coração.
Nossas brigas
Sempre nos provocam feridas
Mas sempre acontece a reconciliação
Na intensidade das emoções sentidas
E não é possível dizer não.
Nossas brigas
No fundo trançam nossas ligas
Entre tristes lágrimas
Diversas coisas ditas
Com pinceladas mínimas.
Odeio quando brigamos
Mas mesmo quando isso acontece
A boa lembrança reaparece
E sabemos que muito nos amamos!
Pode parecer estranho
Mas quanto mais a gente briga
Mais a gente se ama...

sexta-feira, 12 de junho de 2009

O ÚLTIMO POEMA QUE PERCO EM VOCÊ


Este é o último poema que perco em você
Preste atenção no que vou te dizer
Os versos que já te escrevi
Não caberiam nesta folha aqui
Você me ofendeu e disse que queria me ver morrer
Do que um dia me fazer sofrer
Mas isso me feriu como uma faca no peito
Querido, você sabe que eu nunca te magoaria desse jeito
Muitas juras de amor foram prometidas
Acabaram arruinando nossas vidas
Não me esqueço daqueles sussurros que percorreram meu coração
E da maneira como me consumia essa paixão...
Já gastei o meu estoque de simples rimas
Com as ilusões de meus sentimentos por você,
Que já não significam nada
Porque eu escolhi outra estrada
Entre as velhas palavras
Do último poema que perco em você
Não quero mais
No piano tocar, deitar, chorar e muito sofrer.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

VELHO VINHO


Bebo aquele velho vinho
Buscando o sabor dos teus lábios
Que não se compram nem com altos salários
E não me deixam ficar sozinho
Bebo aquele velho vinho
Pensando em nossas lembranças
Tentando encher o coração de esperanças
De que você cruze de novo o meu caminho
Bebo aquele velho vinho
Desejando ver você voltar
Eu poder de novo te abraçar
Te dar todo meu carinho
Bebo aquele velho vinho
Querendo novos versos escrever
Meu amor novamente dizer
Não me ferir de novo com esse espinho!

quarta-feira, 10 de junho de 2009

DEFEITO


Não sei se estou certa em suportar seu mais grave "defeito",
Ao mesmo tempo chato e perfeito
Quando você, de maneira sutil e indiferente,
Parece me abandonar...
Invade e inunda minha mente
O medo fica mais latente
Mas se convence de que ganhou o pleito
Se carinho venho te angariar...
E no teu corpo me abrigar,
Querendo apenas te agradar
Consegue sempre com sucesso
Que aconteça o meu regresso
E passe a muito mais te amar.
Relemos juntos as antigas cartas trocadas,
As tuas, querido, sempre perfumadas
Que se não fossem somente pra mim
Crises de ciúmes talvez seriam provocadas
Nosso amor lindo teria fim.
Mas, felizmente
Isso que entre nós se sente
É grande demais pra que por uma bobagem pudesse acabar...

terça-feira, 9 de junho de 2009

EDUARDA


Eduarda é minha prima
Sempre me anima
Às vezes me faz companhia
É discreta
E esperta
Gosta de dançar
E brincar
É sensível
E incrível
Eu, ela e a Carol
Somos um baita trio
E não tem chuva, vento ou frio
Que nos separe
Ou nos pare
Apesar da distância
Nós três somos unidas
E muito amigas!

segunda-feira, 8 de junho de 2009

FLORES DO JARDIM


Flores do jardim
Girassol gosta do sol
Rosa, é romântica
E toda prosa
Violeta é espoleta
Azul como o céu do sul
Margarida é tão bonita
Simboliza a alegria
Da estrela que brilha
E gosta de poesia...
Lírios podem ser de várias cores
Simbolizam muitos valores
Crisântemo, muito vistoso
Tem ânimo e é folhoso
O cravo é amarrotado
Apesar de apertado,
É bonito
Ele me lembra o lítio...

domingo, 7 de junho de 2009

EU TE AMO


Eu te amo como nunca pensei amar
Um dia isso há de se concretizar
Todo esse sentimento se fez profundo
E tornou mais bonito o meu mundo...
Amor, sonho lindo da minha vida
Minha emoção mais intensa e querida
O nosso amor é a força mais aguerrida!

sábado, 6 de junho de 2009

AQUELA MULHER

Aquela mulher
De rara beleza
Tem grande esperteza
E sabe bem o que quer...
Aquela mulher
De rosto doce e curva esguia
Torna bonito o meu dia
Esteja onde estiver...
Aquela mulher
Abre um lindo sorriso
Estar perto dela eu preciso
Admiro seu jeito de ser...
Aquela mulher
Me seduz com seu beijo
Sorrateira como carangueijo
De mim tira o que quiser...
A minha mulher
Gosto de provar do seu mel
Sinto que posso ir até o céu
Quando que me ama ela vem dizer...

sexta-feira, 5 de junho de 2009

MEIO AMBIENTE


O nosso meio ambiente
Precisa muito da gente
Temos que dar nossa ajuda
Pois há algo nele que muda
A nossa natureza
Nos enche com tanta beleza
Mas o homem se espanta com sua grandeza
E não sabe dela aproveitar
Além de preservar
Onde os pássaros vão morar
Se todas as árvores o ser humano cortar?
Se tudo como está continuar
Em breve os animais
Não vão existir mais
As águas vão estar sempre poluídas
E pra onde vão as nossas vidas
Se a água um dia acabar?
Temos que preservar
Vamos todos ajudar
A cuidar do meio ambiente
Pois assim também estaremos cuidando da gente!

quinta-feira, 4 de junho de 2009

A INSPIRAÇÃO ME FALTA


A inspiração me falta
Não me espanta te ver aqui
Tento escrever novos e simples versos
E você me prova de novo seu grande amor
Por ti eu faria qualquer coisa!
Ao teu lado, ouço as canções mais belas
Perto de você, tudo fica mais belo
A inspiração me falta
Mas ainda te amo e estou apaixonada

quarta-feira, 3 de junho de 2009

FLORBELA


Florbela
Flor tão bela
Que escreve a poesia mais sincera
Florbela Espanca
Nunca escondeu sua tanta:
Saudade...
Nem o seu amor e sua verdade
Florbela
Poetisa portuguesa
Convive com profunda tristeza
E a torna tão mais bela!
Em alguns versos que escreve
Conta sobre sua vida
Dos filhos que nunca teve
E da agonia sentida!
Florbela
Flor bela

terça-feira, 2 de junho de 2009

COMO BRASA


Esses teus beijos
Vêm devagar, de mansinho
Despertam meus profundos pensamentos
Num suave e puro carinho...
Que me queimam como brasa
Assim como no teu quente abraço
Me toma de vez e arrasa
Jamais quero desfazer esse laço
Teu sorriso é como poesia
A que me traz mais alegria
A coisa mais linda da minha vida
Ele tem a luz que ilumina meu dia!

segunda-feira, 1 de junho de 2009

QUERO APENAS AMAR


Quero apenas amar
Por alguém de verdade poder me apaixonar
Minha simples paixão poder expressar.
Quero apenas poder te amar
Do meio da rua poder por ti gritar
Talvez rir e chorar
Nos teus braços poder me abrigar
E ouvir você docemente sussurrar
As canções mais simples poder tocar
Carinho te oferecer e te agradar...
Versos que escrevo lhe oferecer e recitar
Quero apenas te amar