sexta-feira, 31 de março de 2017

18/12/2016

Não é maravilhoso
o quanto imagens podem dizer sozinhas,
nos deixando sem nada a acrescentar,
e ao mesmo tempo nos trazer rios de palavras novas?


E o quanto palavras podem
construir imagens que se aninham
em nossos corações para sempre,
tanto quanto pinturas?

quinta-feira, 30 de março de 2017

Star-kissed

The sacred light
of this neverending night
suits and fits you
way better
than any ball gown.


17/12/2016

quarta-feira, 29 de março de 2017

terça-feira, 28 de março de 2017

Deadly sin

I envy
your necklace
and the moon
for resting near your breast
and touching your neck
in ways I will never be able to.

17/12/2016

segunda-feira, 27 de março de 2017

Beneath Syrian concrete

I know of a place
where amongst such a disgrace
children no longer cry of grief
for what was taken and brutally died,
but in silenced, innocent disbelief,
they look around and wonder -
is it worth it to survive?
For how much longer?


18/12/2016

domingo, 26 de março de 2017

The kiss

I only got to try
your real taste
once I painted my lips
with what came
from the bite in yours.

16/12/2016

sábado, 25 de março de 2017

The old goddess

Whatever you do,
three times returns to you -
that was the only rule
from Ostara to Yule
when a king and his mother-queen
were as equal as they could have been
until there came some usurper
claiming himself better maker
keeping the damsel from her place
in the worst sort of menace,
but she of the blood told impure
has in time remained secure
for simple men cannot erase
what a Woman has built in steady pace.

15/12/2016

sexta-feira, 24 de março de 2017

Dead flowers, dead hearts

Seven pomegranate seeds
stroke the deal
so with us all deeds
would be a game - return and steal.

Then in this heart of stone
once you said you'd stay
a rose was born -
dry, but gorgeous all the same.

What was the hunger
that fed, made you queen?
Was it for the power
or the longing for things never green?


15/12/2016

quinta-feira, 23 de março de 2017

The fall

The beauty of decay
likely resides
in what insists to remain
against odds and tides.

What once it were
and can no longer be;
what we wish it were
and as it is, refuse to see.

Beaneath old dust
amongst memories scattered and broken
our love - should we trust
that it is trying to keep awoken?

quarta-feira, 22 de março de 2017

terça-feira, 21 de março de 2017

Liquid sorrow

Wiped away teardrop
as though to hide and shoo
the burden of sadness
lingers over the top
of a shaken fingertip
as though to prove
an old pain
is not easily slain
and rather returns
back to an eye that burns
or crawls through skin pores
since it is forever yours.


10/12/2016

segunda-feira, 20 de março de 2017

Um arrependimento

Tu és como a igreja gótica da minha cidade, onde eu fiz a primeira comunhão eras atrás, professando uma fé que agora vejo que nunca foi realmente genuína.

Tu és décadas de pedra sobre pedra em solidez cuidadosa com um dedo indicador pontudo e escuro apontando para (segundo a “oração” que levou um tempo para que eu pegasse durante a missa e que provavelmente sussurrei em vão nas poucas vezes em que me dei ao trabalho de fazê-lo) o que eu deveria desesperadamente aspirar e no entanto do qual nunca me sentir merecedora, pequena como sou.

Tu és paredes altas com teto que me lembram como olhar diretamente para o céu por muito tempo me deixa tonta e sem ar, como se eu estivesse me afogando, puxando-me sem piedade de volta para o chão.

Tu és temidos silêncios sussurrados em cores neutras entre os ecos dos meus próprios passos; minúsculos e atrevidos raios brilhantes de luz do sol vindo através das poucas e distantes janelas estreitas de vitral numa tentativa de soprar uma fagulha de vida nova em objetos dos quais me lembro principalmente sob luzes artificiais irritantemente pálidas.

Tu és como as figuras, sempre bem altas e imponentes em suas posturas estáticas encenadas, graciosas e cheias de dever, e seus olhos em cabeças levemente abaixadas me espiando em expressões de assustadora e até depressiva melancolia exagerada numa pureza que não me permite devolver seus olhares apropriadamente.

Alguns se escondendo nas sombras de alguns cantos, seus cadáveres expostos como o primeiro passo para a santidade de suas representações oficiais logo acima, saudosos em um tipo de ciúme negligenciado por devotos que certamente lembram mais facilmente a Madona de onde o nome do lugar foi tirado por sua estratégica posição centralizada acima do altar no que deveria ser o céu para onde uma versão adulta e agonizante de seu famoso filho vira a cabeça um pouco de lado.

Outros, humildes em sua popularidade, atrevem-se a postarem-se perto da porta por uma chance de louvor rápido em hora de profunda necessidade. Outros não parecem se importar com seus lugares sem flores, pois sabem seus lugares no Céu pelo que é dito que fizeram na terra. Tu és cada flor sob os pés deles, tu és a madeira dos bancos que esperam não vacilar sob o peso de tantos pares de joelhos pecadores dobrados em orações de arrependimento, sinceras ou não.

Tu és as luzes douradas de emergência ligadas num longo dia de confissões que logo tornou-se noite na espera por uma última e empolgada palavra e instrução do padre para o Grande Domingo, quando ele lembra da infância em gestos de mãos grandes e voz forte no meio daquela escuridão majestosa como o anjo das Revelações; como um sonho, silencioso e peculiar de certa forma, sem forma definida, fazendo meu coração palpitar dentro do peito e minha voz hesitar enquanto falo com a menina a meu lado.

Tu és como a pseudo-casa de um deus no qual eu posso nunca ter realmente acreditado, embora tenha tentado. Tu és a tímida luz vermelha que eu fui ensinada que o anjo carregava para indicar a presença espiritual do homem na cruz.

10 de dezembro de 2016

domingo, 19 de março de 2017

Thin line

I'd tear
apart this flesh,
no fear
of starting fresh
only for the chance
of touching the light of you,
even in evanescence.

This ancient temple
is perhaps too small
and flat to embrace the angle
of our longing, that always makes the final call.

I'd rather be dust,
which in truth, I am
and surrender with you to lust
in a palace - a last plan.

Does sharing a body
means that this heart
beats for the two of us
the very same way?


10/12/2016

sábado, 18 de março de 2017

Wild world

The best food
for any lioness
as I understood
was their greatness...

Thus, they fed
on survival instinct
throughout paths led
always so distinct...

Never left to starve
for the fiercest queens
sharpen their claws to carve
into life by any means...

09 de dezembro de 2016

sexta-feira, 17 de março de 2017

Proteção

A proteção
que não sufoca
tem calor,
tem perfume.

Tem carinho
e abraço;
um lugar
para onde se voltar,
se aninhar,
se acalentar.

Que nos recebe e lembra
que a gente pode
ser melhor,
sentir-se melhor
e viver melhor.

Às vezes
numa palavrinha,
num toque,
num olhar,
numa presença que se expande
para além do físico,
além do finito
e dos sentidos.

- Letícia B. Silva e Edison Botelho

quinta-feira, 16 de março de 2017

06/12/2016

A delicadeza que foi roubada dos meus gestos
eu hoje empresto para as palavras, ou pelo menos, sei que tento.

quarta-feira, 15 de março de 2017

06/12/2016

Por incrível que pareça, a menos que seja insuportável, eu celebro minhas dores físicas. Talvez elas sirvam como lembrete de que as dores emocionais ainda não me mataram, que eu ainda estou viva apesar de tudo, por dentro e por fora…

terça-feira, 14 de março de 2017

Still-born

If in the day
we are born
we begin to die,
how does it feel
to die without
having lived?

04/12/2016

sábado, 11 de março de 2017

Some fancy invitation

I was told
the proper attire
to the gods' feast
was to be dressed
in heaven,
so I stripped
and let out
the inner beast.

30/11/2016

sexta-feira, 10 de março de 2017

quinta-feira, 9 de março de 2017

Story of a carpenter

In boyhood, a promise
In adulthood, a faith
In a kiss, a betrayal
In death, a myth
In myth, a religion.

29/11/2016

quarta-feira, 8 de março de 2017

Cheap kiss

Thirty silver pennies
were my excuse
to touch my master's face
for my sins would never
let me lay upon his chest
like someone did...
I wonder if he forgives me,
for I know I cannot.


28/11/2016

terça-feira, 7 de março de 2017

Genesis

Was I made flesh
only to know sin
within truth
and punishment
within soul?

Was I made
at a king’s image
only to have
to bend
and never sit
on the throne?

With perfection
comes defiance –
he should know
by now.

segunda-feira, 6 de março de 2017

Free will

God gave the order
but it was me
you dared betray.

God cast you away
but for me
you wouldn't choose to stay.

God put a sword in my hand
but it was my soul
you stepped upon,
ages on end.

God granted you light
but what faded
was my trust in you
in hellish fight.


28/11/2016

domingo, 5 de março de 2017

Rapture

Her soul is hers alone -
neither God's nor the Devil's.

It has been eaten by the hunger
of its own flames in screams of pleasure.

There's nothing left for hell -
your fireplace can only undo flesh.

05/03/2017

sábado, 4 de março de 2017

27/11/2016

Não devemos achar que podemos consertar tudo, 
muito menos tendo a ver com os outros. 
Tem coisas que só o devido espaço 
e tempo conseguem remediar, 
nem que seja um pouco. 
Não podemos nos intrometer.

sexta-feira, 3 de março de 2017

Final act

Under grey skies
I bare my figure
from golden gowns
for one's fragility
does not diminish
timeless beauty.

Remember who
I once was while
you try to love me
for who I still am.

27/11/2016

quarta-feira, 1 de março de 2017