sábado, 28 de fevereiro de 2009

EU ESCREVO POESIA


Eu escrevo poesia
Com muita alegria
Falo sobre a vida
Por cada palavra escrita
Eu escrevo poesia
Porque gosto
Sempre que posso
Pego uma caneta
Aperto no papel de linha reta
Quando as palavras
Nadam pela minha cabeça
Escrevo à beça
Devagar, sem pressa...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

NULA


Você é linda em tudo
Sua alma tem ternura e brilho
Gosto de sentir o seu toque
Até quando arruma os cabelos
Negros, lisos e belos
Com um simples coque
Guardamos muitas coisas em nossos corações
Partilhamos imensas emoções
Querida, jamais se sinta nula
Pois você é importante pra mim
E (sórdidamente) alimenta a minha gula
Me derreto quando em meus braços você se lança
O nosso amor as nuvens alcança

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

AMIGO

Amigo...
Quero apenas lhe fazer um pedido
Meu rei, você sempre foi meu grande companheiro
E você sabe o quanto isso significa pra mim.
Te peço que nunca me deixe sozinho
Que fique sempre comigo!
Espero que nossa amizade dure muito...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

ÚNICO DESEJO


O amor por ti fez uma repentina invasão dentro de mim
E você logo soube de tudo
Tive a oportunidade de te falar muitas coisas
Mas não valeu a pena, pois
Não pude dizer o que queria,
Falei bobagens, tive vergonha
E vontade louca de te abraçar, até chorei
Queria ter sua amizade de volta
Ter a certeza disso, apenas...
Não queria que tivéssemos acabado assim!
Há muito tempo espero poder olhar de novo
Nos seus olhos, e perder meus pudores idiotas.
Essa foi a minha pior burrada até hoje,
Perder a minha coragem.
Só não quero perder a sua amizade
E mesmo que o destino não me deixe ficar contigo
Nunca vou conseguir te esquecer
Você sempre vai morar dentro de mim...
Quero poder te abraçar sem medo de estar errando de novo
Talvez dar um beijo em seu rosto, se você deixar, e
Simplesmente dizer tudo o que pretendo
E que não sai do meu espírito, consertar meu erros...
Meu único desejo é esse.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

CULPA MINHA


Não é culpa minha se dentro de mim nasceu esse amor
Não é culpa minha se eu sou talvez idiota em te querer
Sei que por você eu não mereço sofrer
Mas o que posso fazer em relação a isso
Se te amo tanto e não consigo e nem quero te esquecer?
Olho para a lua e me lembro do seu sorriso
E a vontade de te ter comigo é maior que tudo

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

MICRO POESIA


Aqui estou eu com alegria
Na sopa de letras que me fastia
Provo desta essência
E vou terminando com honra e excelência
Esta micro poesia!

domingo, 22 de fevereiro de 2009

JOVEM INJUSTIÇA


Oh, como me consome esta jovem injustiça!
Que alguns chamam de preguiça
Me encontro agora neste eterno abandono
Como um rei que perde o seu trono
Não sei onde posso encontrar um novo amor
Igual a você, que me deu conforto e calor...
Sei que sou bastante jovem
Mas sei o que as pessoas precisam e querem
Apenas encontrar o verdadeiro amor

sábado, 21 de fevereiro de 2009

VERSO INCOMPLETO


Estou em silêncio aqui
Transcrevendo palavras vãs
Devaneios discretos
Bem simples...
Agora me pergunto:
O verso incompleto que escrevi
Quem poderia continuar?
Apenas completar...
A mim e ao verso...
Talvez seja você!

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

GOTAS DE CHUVA


As gotas de chuva chicoteiam minha janela
Espero o telefone tocar para ouvir tua voz de novo
Não quero te tratar como um troféu
Mas esta saudade me joga em frangalhos ao léu
Sinto meu coração sangrar por não ter notícias suas...
A caneta preta em minha mão percorre lentamente o papel
Enquanto as palavras navegam soltas em minha cabeça
No meu piano toco simples acordes que se fundem no meu poema
De repente se forma uma canção
Seus versos dizem o que está no meu coração
Canto pensando em tudo o que vivemos
Pra você e pra mais ninguém.
Me lembro do quanto o nosso amor é grande
Há tanto tempo sendo levado adiante
Quero e sei que você quer que seja sempre assim
Nós dois juntos, sempre!
Estou esperando você voltar e ficar ao meu lado
Como sempre foi...
Sei que você me ama e sente minha falta também

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

PENSANDO EM VOCÊ


Hoje eu me peguei pensando em você
Em tudo o que a gente já conseguiu viver
Penso em como cresceu o nosso amor
E que estamos unidos para o que for
Sei que novos dias vão chegar
Mas espero que isso possa continuar
Vai ser difícil se um dia eu te perder
Juro que não sei o que vou fazer
Se isso acontecer
Às vezes, me sinto sozinha
Mas se estou perto de você, não fico tristinha
Adoro pensar em você
E pra sempre vou te amar
Obrigada por tudo o que você já fez por mim
E ainda vai fazer
Com você eu quero estar...

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

DECODIFICAR


Como eu posso decidir agora o que é certo
Se só quero você por perto?
Sim, todos nascemos e somos um pouco insanos
Mas te juro que não quero estragar seus planos...
O medo está guardado em nossas mentes
E às vezes nos traz "presentes"...
Não conseguimos justificar
As palavras poder decodificar
Com essa agonia acabar
Estão embaçando nossos pensamentos
Devemos esquecer os maus momentos
Decodificando os sentimentos
O que estamos fazendo aqui?
Preciso saber agora
Porque com você quero ir embora

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

LUA CHEIA


Vejo esta lua cheia
Sob os céus escuros
Por onde passam meus pensamentos obscuros
A lua cheia
Debaixo do escuro do céu
Coberta pelo véu
Das mais espessas nuvens
Nesta lua cheia
Sob os céus escuros
Vivem também os meus sentimentos mais profundos
Que muitas vezes ficam confusos...

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

A VIDA ME ENSINOU


A vida me ensinou a amar
A vida me ensinou a odiar
A vida me ensinou a lutar
A vida me ensinou a perder
A vida me ensinou a tentar esquecer
A vida me ensinou a não desistir
A vida me ensinou a me assumir
A vida me ensinou a chorar
A vida me ensinou a terminar
A vida me ensinou a guardar em meu coração negro
Aquilo que ganho e que perco
A vida me ensinou a sofrer
A vida me ensinou entender
A vida conseguiu me ensinar
Tantas coisas perdidas que vão ficar
Só não vai conseguir fazer
Eu de uma vez te esquecer

domingo, 15 de fevereiro de 2009

CEMITÉRIO DOS LIVROS ESQUECIDOS


No cemitério dos livros esquecidos
Estão enterradas muitas histórias
De um passado distante
Perdidos
Histórias recontadas por algumas pessoas
Que agora se perdem em meio à escuridão
Coberta por camadas de mofo e solidão...
Fora dessas sombras estão aqueles
Que criaram estas profundas "narrativas"
Já não sabem o que fazer com aquilo que
Foi consumido pelas horas passadas...e traças
Lá existem também livros com palavras
Escritas por poetas sentimentais ou sombrios
Além destes horizontes
Por entre os livros esquecidos e perdidos
Debaixo da terra
Está também a minha história
Que não escrevi
Apenas vivi
E penso que já esqueci
Mas há muito tempo perdi
E não quero encontrar nem lembrar nunca mais

sábado, 14 de fevereiro de 2009

MEDOS CALADOS


Já calei muitos de meus medos nesta vida
Vou esperando novos dias
Para que eles mostrem o que restou de mim aqui
Quero poder acordar de manhã
E ter a certeza de que não tem mais nada
Que possa me deixar assim
Arrancar todas as coisas ruins do coração
E renovar de uma vez a minha vida
Transmitir a mesma paz para as outras pessoas
Saber onde estou
E principalmente o que sou

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

NÃO VOLTO ATRÁS


Não volto atrás naquilo que te disse ontem
Apenas não quero me ferir
E nem perder meu tempo
Com suas bobagens fúteis
A vida vai ser sempre assim
Não vai mudar
Mas sempre vai estar na sua memória
Até o fim
Encontre suas próprias respostas
Sonhe, seja feliz!
Confio na minha própria razão...
Sento-me em frente ao teclado
E componho simples acordes
Que te pedem pra esquecer da escuridão
Expressa no movimento de meus dedos
Mas que vive dentro de você

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

CHAVE DA EXISTÊNCIA


Tenho vontade de desaparecer
Apagar tudo em minha vida
Através das cinzas ardentes
Não sei onde está a chave da minha existência
Tento esquecer da morte
Escrevo besteiras lógicas
Que se tornam coisas fúnebres
Estou quebrada em vários pedaços, como vidro
Doloridos demais para tentar juntar de novo
Rosas florescem perto de mim
Todas pretas, com grandes espinhos
Os ferimentos que eles provocam em minhas mãos
São ínfimos perto de meu espírito
Que traz consigo as chagas
Do sofrimento...
As lágrimas que brotam de meus olhos
Infinitamente, não me deixam ver
Que talvez as coisas não seriam
Como são.
Mas eu não me importo com isso!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

SE UM DIA


Se um dia
O mar secar
A Terra parar de girar
O céu de repente escurecer
E até talvez não gostarem mais de você
Você pode achar que consegui te esquecer
Mas não importa o que aconteça
Não quero que você se esqueça
Que mesmo se o amor acabar
Vou continuar te amando
Te desejando,
Procurando
Querendo,
E sempre lhe dizendo:
Se um dia te magoei
Não foi por querer
Pois eu sempre te amei...

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

EU AMO VOCÊ!


Eu amo você
É impossível esconder
Tenho medo de te perder
Não sei o que fazer
Mas apenas quero dizer
Que eu amo você!

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

DO JEITO QUE SOU


Não sabe o que falar?
Se você me julgar
Ou rotular
Antes de me conhecer
O meu respeito você não vai ter!
Você sempre se acha
Mais do que é
Mas na verdade sabe que não é nada
Perto de mim
E por isso se sente acabada
Recalcada assim
Você não assume o seu jeito de ser
E não consegue ver
Que não sabe o que fazer
Eu nunca quis você mal!
Apenas me respeite
Pode não gostar de mim
Mas me aceite
Do jeito que sou
Você é mais fútil e simples do que pensa
Não se sinta tão tensa...

domingo, 8 de fevereiro de 2009

MULHER PINTADA


Eu já vi uma mulher derramando
Lágrimas pretas na face
Ela queria que a tristeza passasse
Não sabia de onde vinha tanta tristeza
Em seu coração havia muita fraqueza
Não sei se ela era mulher pintada
Mas estava muito magoada
Porque havia perdido seu grande amor
Em silêncio, despetalava uma flor
Pensando, ela dizia: bem me quer, mal me quer
O pedido que quero fazer
É que meu amor volte de onde estiver
Não fique assustado ao ver a mulher pintada
Chorando lágrimas pretas
Em águas salgadas de linhas retas
Não é maquiagem
É a triste e verdadeira imagem
De uma mulher que muito sofre
Está aprisionada na torre
Que mora em seu coração
É uma mulher de carne e osso
Que se encontra agora no fundo do poço

sábado, 7 de fevereiro de 2009

COISAS SIMPLES


Eu gosto das coisas simples da vida
Uma saudade sentida
Paixão reprimida
Canção ouvida
Um pequeno detalhe pode tudo mudar
Devemos viver um dia de cada vez
Porque quando o tempo acabar
Você não dirá tudo, talvez
Um momento bom vale mais que tudo
É importante para o mundo
É muito bom dizer "te amo"
Para as pessoas que gosto por onde ando
É muito bom escrever
Pois tenho muitas coisas pra dizer
Fico feliz com um abraço
Que une pessoas como num laço...

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

COISAS ANACRÔNICAS


Coisas anacrônicas
São coisas estranhas, talvez
Extremamente "fora do padrão"
E do tempo a que se referem
Mas dependendo do que é,
Pode ser uma coisa normal
Como cortar os pulsos,
Perder os valores que tem
E na pior e mais hipócrita das hipóteses
Ser algo que não é...
Já outros tipos de pessoas
Consideram como algo anacrônico
Falar o que pensa
Ser autêntico em tudo
Ser "diferente" dos outros e ter esse desejo
Saber o que quer da vida
Mas isso é só uma questão de opinião

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

O POETA


O poeta
Não é somente aquele
Que é capaz de escrever o que sente
E principalmente não mente,
Mas aquele que é capaz
De uma maneira sagaz
De sentir aquilo que escreve
Que nas palavras entre e navegue
O verdadeiro poeta
Sabe da maneira certa
Talvez secreta
De tocar o coração da pessoa
Onde o significado daquelas palavras ressoa
E elas se sentem dentro do poema
Que mesmo talvez sem tema
Elas encarem aquilo como lema

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

EU E VOCÊ


Eu e você
Somos como areia e mar
Que se encontram depois de a onda quebrar
Eu e você
Somos como céu e terra
Um sentimento que se fortalece a cada era
Eu e você
Somos como água e fogo
Apesar das diferenças, nos completamos no ego
Eu e você
Somos como corpo e alma
Unidos como uma trama
Eu e você
Somos isso e muito mais
Nem sabemos do que esse sentimento é capaz
Mas apenas queremos ficar em paz
Só eu e você...

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

CADERNOS DE SENTIMENTOS


Em meus cadernos eu escrevo
O que me dá vontade
Pra eles nunca minto
Quase sempre falo aquilo que sinto
Falo também sobre meus acontecimentos
E aquilo que aflige meus pensamentos
Também escrevo sobre o que gosto
Até mesmo a alegria que está no meu rosto
Escrevo sobre o amor também
O que penso ou sinto por alguém
Talvez sobre um rapaz bonito
Ou versos que repito
Como os que escrevo
Através da minha imaginação
Descrevo meu frágil coração
Que guarda palavras
Que voam no vento
Até mesmo sobre coisas que invento
Gosto muito de meus cadernos
Que guardam em suas páginas
Por quse todos os momentos
Meus mais puros sentimentos!

domingo, 1 de fevereiro de 2009

FÉRIAS


Tomara que eu passe por média em todas as matérias
Preciso logo de umas boas férias
Talvez eu possa viajar
Não sei pra onde, mas vou aproveitar
Mas mesmo que eu talvez não viaje,
Pelo menos vou poder descansar
Vou poder conversar com a minha amiga
Sem pensar na sua partida
Essas são as férias de verão
Janeiro vai ser o auge do calorão
Que aquece nosso coração
Em dezembro tem Natal
Uma data muito especial
Depois tem o Ano-Novo
Outro ano começa de novo
Em fevereiro tem carnaval
Com muito alto-astral
Em março, volto à escola
Acabará a minha folga