domingo, 8 de fevereiro de 2009

MULHER PINTADA


Eu já vi uma mulher derramando
Lágrimas pretas na face
Ela queria que a tristeza passasse
Não sabia de onde vinha tanta tristeza
Em seu coração havia muita fraqueza
Não sei se ela era mulher pintada
Mas estava muito magoada
Porque havia perdido seu grande amor
Em silêncio, despetalava uma flor
Pensando, ela dizia: bem me quer, mal me quer
O pedido que quero fazer
É que meu amor volte de onde estiver
Não fique assustado ao ver a mulher pintada
Chorando lágrimas pretas
Em águas salgadas de linhas retas
Não é maquiagem
É a triste e verdadeira imagem
De uma mulher que muito sofre
Está aprisionada na torre
Que mora em seu coração
É uma mulher de carne e osso
Que se encontra agora no fundo do poço

Um comentário:

  1. Olá guria,tudo bem?Eu vi teu blog na comunidade de poesia e resolvi conferir teu trabalho.Gostei muito,são sentimentos que merecem ser publicados realmente.
    Parabéns!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo feedback!