domingo, 24 de julho de 2011

MARCADA

Fui há algum tempo
Marcada pra uma nova vida
Escolhida
E não posso voltar atrás.
Minha casa não é mais minha
Porque ninguém aceita minha condição
Então vou embora daqui
Conhecer meus desejos novos
Dos quais tenho medo
Em meio ao sangue
A natureza
O poder
E o sangue
Que no fundo
Me dá prazer.

sábado, 23 de julho de 2011

CIÚME

Há muito tempo estou confusa
E não gosto de me sentir assim
Às vezes sinto que estou com ciúme
Mas guardo isso pra mim.
De minha cabeça difusa
Sai uma cachoeira de palavras
Que quase sempre não fazem sentido
Por isso, as antigas rimas
Já não conversam tanto comigo.
Todos os dias busco inspiração
Nas coisas simples da vida
Porque sempre te abri meu coração
Também na palavra escrita.
O tempo vai responder
Todas as minhas dúvidas
Apesar dos medos que sinto
Por mim e por ti.