segunda-feira, 31 de outubro de 2011

FALAR DE AMOR

Sou poeta
Falo vez ou outra de amor
Porque sou humano.
O conheço,
Mas ainda não sei
De tudo o que ele é capaz,
Até onde ele pode ir,
Ou quanto tempo pode durar.
Mas sei que esse amor
É uma magia muito poderosa
Que vence qualquer maldade
Quando consegue libertar.
Amor que poucos conseguem entender
Que desperta a coragem
Dentro de cada um
Pra fazer a coisa certa
Mesmo que isso custe
A própria vida.
Amor que vence guerras,
Quebra barreiras!
Amor que um homem Severo
Me mostrou
Deixando uma cicatriz
No Henrique
Mais corajoso.

domingo, 23 de outubro de 2011

ESCOLHIDA

Escolhida
Para salvar uma vida
Perdida
Nos meus próprios erros.
Confusa
Sem saber em quem confiar
Na missão de combater
O mal que se esconde
Em forma de luz.
Abandonada
Por quem deveria me amar
Ligada
Em quem apenas quis me usar.

sábado, 22 de outubro de 2011

MEU CORAÇÃO

E pra não te perder
Se for amor de verdade
Vou ter que pisar
Nesse meu coração
E tentar te esquecer.
Agora já sei o que sinto
Porque meus gestos me entregam
Mas isso é o que menos importa
Já que o tempo e a vida
Me mostraram que você nunca
Vai ser meu
E o mais importante que tenho
É o laço que temos
Que eu não sei explicar.
Só o que desejo
É te ter perto de mim
Na paz de cada dia...
Obrigada por não querer me machucar
E me perdoe
Eu não queria me apaixonar.

sábado, 15 de outubro de 2011

PERDA

Meu coração está partido
Cheio de medo
E já não encontra sentido.
O medo me destrói
De nunca mais poder lhe ver
Tu não sabes o quanto dói
Pensar em te perder.
Não sei o que vai sobrar de mim
Se um dia eu perder a paz
Que tu me trouxeste e impediu o meu fim
E de me reerguer já não serei capaz.
Eu sei que errei
Mas sou humana
Assim, perdão lhe pedirei
Por saber o quanto isso te magoa.
Não foi por querer
Não tenha raiva de mim
Porque um sorriso quero ver
Me fazendo mais feliz assim.
Quero ser digna de tua confiança
Ter comigo a sincera companhia
Num dia melhor ter esperança
Pois tu me inspiras a poesia.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

ABRIGO

A boca
Da qual nunca recusei o beijo
Que me expressa o maior desejo.
O abraço
Em que mais me sinto protegida
Que sabe curar qualquer ferida.
O calor
Que me desperta de sono profundo
E conduz a um novo mundo.

A poesia
Que mais me traz inspiração
Porque sei o que é uma paixão.
O abrigo
Pra onde me leva a tristeza
E a rosa me mostra sua beleza.
O amor
Que guardo há tempos em meu peito
Por mais que nada seja perfeito.