sábado, 14 de fevereiro de 2009

MEDOS CALADOS


Já calei muitos de meus medos nesta vida
Vou esperando novos dias
Para que eles mostrem o que restou de mim aqui
Quero poder acordar de manhã
E ter a certeza de que não tem mais nada
Que possa me deixar assim
Arrancar todas as coisas ruins do coração
E renovar de uma vez a minha vida
Transmitir a mesma paz para as outras pessoas
Saber onde estou
E principalmente o que sou

3 comentários:

  1. Caramba,adorei teu jeito de se expressar!!!Li vários e estou impressionada...Muito bonitos,revelam sentimentos que,talvez falando,não seriam expostos de uma maneira tão suave e tão bonita.Parabéns!!!
    Obrigada pelos comentários,aceito crítica,sugestões...o que for!!
    Beijos guria

    ResponderExcluir
  2. Querida Lê, como tia Su a chama! Ela comentou-me sobre o seu blog então resolvi visitá-lo.
    Realmente você me deixou completamente extasiada pelo sentimento aflorado em cada poema. Encontrei-me em vários,mas hoje escolhi este pois tocou-me profundamente apesar de cada um deles terem um sentido, uma razão.Agora, mais do que nunca quero te conhecer pessoalmente,menina bonita, menina que nos leva á reflexão.bjos da "tia" Gina

    ResponderExcluir
  3. Realmente tu te superas!!!Este toca fundo!!!Bjos!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo feedback!