terça-feira, 23 de junho de 2009

ANJO FERIDO


Encontrei um anjo ferido
Tinha os olhos furados
Estava bastante encolhido
As asas tinham os ossos quebrados...
Tomei o lindo anjo nos braços
Sua face estava sangrando
Seus pés pareciam bagaços
A sua luz estava se apagando...
Com uma faixa vendei seus olhos
Levei-o até onde eu morava
O sangue jorrava como feridas de abrolhos
Parecia que de dor ele chorava...
Pelo caminho da minha casa,
As pessoas ficavam espantadas
Estavam prontos para a caça
Andavam até armadas...
Quando em minha casa cheguei
Do anjo ferido fui cuidar
De pena dele eu chorei
Mas queriam por causa dele me matar...
Daquela perfeita face tirei a venda
O sangue continuou a escorrer
Eu rezei: meu Deus, que essa gente entenda
Que mal a ele não vou fazer...
Começaram a bater na porta
O pobre anjo a se desesperar
O resto não importa
Pois ele precisa se salvar...
Finalmente a porta arrombaram
Para minha casa queimar
Me mataram,
Mas meu lindo anjo não levaram
Pois ele conseguiu se libertar,
Curar,
Voltou a pelo céu voar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!