sexta-feira, 12 de junho de 2009

O ÚLTIMO POEMA QUE PERCO EM VOCÊ


Este é o último poema que perco em você
Preste atenção no que vou te dizer
Os versos que já te escrevi
Não caberiam nesta folha aqui
Você me ofendeu e disse que queria me ver morrer
Do que um dia me fazer sofrer
Mas isso me feriu como uma faca no peito
Querido, você sabe que eu nunca te magoaria desse jeito
Muitas juras de amor foram prometidas
Acabaram arruinando nossas vidas
Não me esqueço daqueles sussurros que percorreram meu coração
E da maneira como me consumia essa paixão...
Já gastei o meu estoque de simples rimas
Com as ilusões de meus sentimentos por você,
Que já não significam nada
Porque eu escolhi outra estrada
Entre as velhas palavras
Do último poema que perco em você
Não quero mais
No piano tocar, deitar, chorar e muito sofrer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!