quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

LIBERDADE


Por favor, me deixe ser
O que eu quiser
Homem, idoso, criança ou mulher.
Nem que seja um único dia
Me deixe ser
Tudo aquilo que eu puder
Viver e desfrutar da minha solitária alegria.
Me deixe andar
Pelo silêncio das ruas
Sem me criticar
Ou julgar minhas escolhas
Me deixe fazer
O que me der vontade
Citar livros, escrever
Dizer o que considero como verdade
Me deixe chorar
Ficar um pouco sozinha, sentir o vento...
Conhecer e me permitir amar
Esquecer de tudo, dar um tempo!
Me deixe crescer
Minha vida viver
Quero minha liberdade
Ter minha própria felicidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!