domingo, 25 de setembro de 2016

Poema devolvido

Escrevi uns versos...

Vem, toma, eles são teus!
Teus porque são partes de mim
que eu te entrego
em simplória oferenda.

Só não faça pouco caso...

Se não me quiseres
não me amasses
numa lata de lixo qualquer;
devolve-me os meus pedaços
porque antes de serem teus
eu vim de mim para mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!