sexta-feira, 12 de março de 2010

PSICOPATA


Não sinto pena da hipocrisia
Não sei perdoar o imperdoável
Não sinto remorso da falta de caráter.
Não se iluda, sou psicopata,
O reflexo da fraqueza alheia...
Morte para mim não existe!
Verdade e mentira são uma coisa só,
E ninguém é dono de ninguém.
Tudo isso é tão igual,
Porque meu coração não se surpreende mais.
Sei o que pretendo fazer:
O psicopata que tenho dentro de mim
Não me deixa esquecer
Minhas duas faces;
O bem e o mal ainda podem se encontrar
Na luz e na escuridão.
Já não sonho mais,
Porque a realidade me encontrou...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!