segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

29/09/2016

O silêncio mais bonito e confortável é 
aquele no qual não há julgamento. A Solidão me ensinou
a escutar os meus próprios silêncios; 
interpretá-los e respeitá-los. 
Resta-me aprender com 
os dos outros também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!