quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Sobre escrever

Não acho que as pessoas se tornem escritoras ou algo assim. Acho que ser escritor é como ser gay. Você não adquire essa ideia de uma hora pra outra. Ela simplesmente está lá, em algum lugar no seu interior, e em algum momento desabrocha como uma flor.
E ser escritor não é necessariamente ter um livro publicado, nem mesmo estar na lista dos mais vendidos. Escreva bem, escreva mal, se você consegue de alguma forma colocar uma palavra depois da outra no papel e aquilo faz sentido na sua vida (mesmo que depois de um tempo você ria de si mesmo), você é um escritor.
Até mesmo se só uma pessoa, ou só você, ler o que estiver escrito. Entendi isso com o passar do tempo.
Letícia Bolzon Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!