domingo, 16 de janeiro de 2011

PROJECTO

Era uma vez
Uma para-médica no seu plantão
Que recebe a ligação
De um grave acidente
Na madrugada revés.
Chegando ao distante local
Tudo estava destruído
O motorista havia partido
E foi difícil estar
Naquela escuridão espectral.
Em meio aos dolorosos procedimentos
A mulher se pôs a apenas escutar
Só o rádio do acabado carro funcionar
Nele tocava uma bela canção
Que falava do tempo perdido a cada momento.
Quando a gente menos espera
Nosso tempo aqui acaba
E já não resta mais nada
Que se possa fazer ou dizer
Pois não haverá nova primavera.
Tudo pode acabar
As pessoas que amamos
Vão embora
Hoje você está em pé
Mas amanhã pode não acordar
Em instantes tudo muda
Não existe mais.

Um comentário:

  1. "Hoje você está em pé
    Mas amanhã pode não acordar
    Em instantes tudo muda"

    Que profundo *_*

    ResponderExcluir

Obrigada pelo feedback!