sábado, 8 de janeiro de 2011

PALAVRAS AO VENTO

Hoje, agora
Só desejo escrever,
Apesar de me faltarem
As palavras.
Queria botar pra fora
O que estou sentindo,
Dividir minhas angústias
Com velho amigo papel.
Minhas mágoas me consomem
Mas me alivia saber que
Neste sentido
Não estou sozinha
E podem existir pessoas
Que sintam o mesmo que eu...
Em cada silêncio
Busco as respostas
Através das palavras mudas
Que muito falam na escrita em geral.
Muitas das palavras que digo
Ficam solenes ao vento,
Outras se guardam no meu coração
A espera de serem ditas.
Algumas se escondem na poesia
Da minha vida
E outros lugares onde o que me resta
É a catarse da escrita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!