terça-feira, 15 de junho de 2010

DÉJÀ VU

Às vezes te olho
No inevitável fundo dos olhos
E tenho a impressão de que
Já te conheço há muito tempo.
Mesmo quando não te vejo
E acabo sentindo saudades
Tamanha a importância que tem hoje
Você está sereno em meus sonhos.
Quando fico triste e me sinto sozinha
Imediatamente me lembro de nossos momentos
E isso me garante um pouco de conforto
Certeza e alegria.
Desde que nos conhecemos
Entendi que o céu pode ser calmo
Mesmo nos dias de chuva
E posso ser feliz
Nas coisas simples que eu buscar.
Durante as noites de insônia
Enquanto fico divagando sobre nós dois
Desejo que durmas tranquilo
E que os anjos do céu te protejam
Mesmo que talvez um anjo
Não possa cuidar de outro anjo.
Se Deus não permitiu que eu tivesse
Ao menos a amizade de quem tanto amei
Ele te colocou perto de mim
Pra que eu possa esquecer o passado e amadurecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!