quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Cremação

Se do pó mesmo vim
e a ele voltarei,
o que desejo a mim -
mais que mero pó
eu me tornarei.

O cruel tempo
não me terá
como alimento
em sua incompleta
lentidão...

Que meu maior alento
seja permitir logo
que o velho fogo
que abrasa meu coração
em morte me consuma -
final rendição
feita de nobre cinza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!