quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

As almas mais loucas são as 
mais sensíveis porque vivem 
sempre no limite.

Letícia Bolzon Silva e Yurgen Maas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!