domingo, 2 de outubro de 2016

Resiliência

A onda do mar
bate na pedra
da orla sem cessar
e a gasta
assim como eu bato na tecla
do amor sem medo
de me entregar.

15/01/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!