quinta-feira, 12 de agosto de 2010

FRAGILIDADE


Meu coração é de vidro
Já se machucou demais
Da tristeza nasce a rima do mármore esculpido
Não consigo encontrar a paz.
Tenho medo de que um dia esse vidro seja quebrado
Pois tem muitas rachaduras
Mas é sempre bom estar ao seu lado
Onde esqueço as maiores lamúrias.
Meu coração é frágil...
Cuida de mim, meu anjo
Tem o desejo de se tornar estável
Pela felicidade que não esbanjo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!