quinta-feira, 6 de abril de 2017

14/02/2015

Agora me pego pensando se eu teria tanta sede de viver, se não ficaria remoendo e me ansiando sobre as coisas se não tivesse consciência da minha mortalidade. Talvez eu só deixasse os dias passarem. Talvez eu vivesse um de cada vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!