quinta-feira, 19 de maio de 2016

25/02/2016

Será que vou aguentar esperar mais tempo antes de me livrar de tanta toxicidade? Será que mais uma vez vou ter de baixar a cabeça para as circunstâncias e deixar que no fim das contas os outros decidam minha vida, enquanto fico de mãos atadas? Será que por mais um tempo conseguirei cozinhar minha raiva, minha mágoa, que ficarão entaladas em mim como espinhas de peixe na garganta, que só o pão da sagrada liberdade fará descer?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!