domingo, 15 de novembro de 2015

Do que sou feito

O tempo
trouxe dúvidas
mas também
me mostrou
quem sou.

Assim, me
fez voltar
para o
mais simples,
a família,
o campo.

Agora sou
mais feliz
por poder
ver cor
e graça
no bucólico...

Sentir o
tempo passar
bem devagar
e descobrir
que tenho
alma antiga.

O silêncio,
o cantar
dos pássaros,
a beira
do fogo...
velho triste.

Sol poente,
vida diária,
um chimarrão,
o pulsar
do coração.

Em cada
folha que
cai, uma
parte de
mim que
aqui permanece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!