quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Eu vivi isso. O "encontro" do qual Jung falou. É tão louco pensar que aquilo foi e é real. A paz que eu senti naquela hora e o amor que eu sinto hoje. Sempre foi amor, desde aquele momento; e isso me preenche como nenhuma outra coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!