terça-feira, 23 de novembro de 2010

DESEJO II

A cada madrugada
Em meu quarto sou livre
Para pensar em mim
Em ti, em nós dois
Daquele jeito diferente.
Expresso o desejo que tem me consumido
De ser tua para sempre
Minhas mãos coçam
Pra poder te tocar
Meus braços anseiam
Por te tomar.
Meus olhos decoram teus movimentos
Até que teu sorriso me derreta
Com uma simples palavra.
Minha boca deseja
Uma vez te beijar
Que cada deus nos proteja
Do que temos acabar.
Me diz o que eu posso fazer
Pra esse desejo controlar
Não vou suportar se te perder
Se por causa disso eu errar.

Um comentário:

Obrigada pelo feedback!