domingo, 31 de janeiro de 2010

ROTINA


A lua se esconde nas nuvens
E o sol traz o amanhecer consigo
Na alvorada das manhãs de verão.
O tempo segue seu destino sem parar...
Minha rotina de busca pelas palavras
Não me permite esquecer meus sonhos
Pois sou do tamanho da minha realidade
Em meus momentos de alegria
Tento esquecer a dor
Fazendo-a simplesmente adormecer.
Ouço a voz do bom silêncio
Que mais vale do que muitas palavras
Sem me preocupar com o que me dizem!
Um dia, espero que as pessoas
Entendam o benefício que essa
Rotina me traz...
Porque eu só quero
A paz da madrugada que
Já chegou aqui
Para sempre.

Um comentário:

  1. Belo texto Leela,
    Um sentido comun capaz de deixar um pouco de lado a hermeticidade de certos poemas.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo feedback!