domingo, 5 de junho de 2016

27/05/2016

Talvez eu não saiba quem sou e nunca tivesse sabido porque só em poucas vezes já me senti realmente confortável para ser o que quer que fosse intrinsecamente meu por mais do que dois minutos. Sei que parte disso tem a ver com a vida em sociedade, mas se sentir como uma máquina programada quase o tempo todo não é saudável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!