sexta-feira, 24 de setembro de 2010

DISTANTE

Meu anjo,
É muito estranho...
Você está tão distante de mim!
Ignorar não é a palavra certa
Mas tenho medo de que esse teu silêncio
Te afaste de vez de mim
E eu sofra como da outra vez,
Que acho que pude perdoar em meu interior.
Talvez não haja nada que eu possa fazer
Por enquanto,
Por isso vou rezar bastante e esperar
Um sinal teu,
Uma prova de que nada mudou
Mesmo com a promessa não cumprida
Que ainda tanto anseio, até porque
Tenho medo de que
Já não sejas aquele que gosto tanto
E que não tenhas entendido minhas palavras.
Estou começando a sentir falta
De nossos silêncios ou poucas palavras
Os simples olhares trocados
E quando pegas na minha mão.
Pequenos gestos...
Sei que ainda és meu amigo
Que ainda existe algo que nos conecta
E se tu estás mesmo no meu destino
Os deuses vão me avisar
E eu te terei de certa forma de volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!