sábado, 4 de fevereiro de 2017

5 de novembro de 2016

Eu já disse isso antes: acho bonito ter fé. O conforto e a certeza que ela dá, mesmo que hoje de certa forma eu a considere a um só tempo enriquecedora e cegante.

Hoje percebo que fui criada numa fé que deveria me dar essa estrutura, mas o tempo me fez questionar minhas crenças e ver que provavelmente nada daquilo funcionava de verdade para mim.

Provavelmente nenhuma funcione; porque por mais atraente que isso seja e que de tempos em tempos eu a tenha desejado por conta das minhas dúvidas... Como algo em que me apoiar quando eu não mais me bastava...

A verdade é que a minha fé possivelmente nunca foi genuína ou forte o bastante. Nem a minha em mim mesma, o que é mais triste.

Por isso posso dizer que acredito em um pouco de quase tudo; o que deve ser o mesmo que não acreditar em praticamente nada.

Já não tenho quase nenhuma certeza nesta vida e tem tanta coisa que não dá para explicar... Acho que só me resta guardar tudo isso para mim e tentar ser o mais tolerante possível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!