quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

O amor e suas faces

Algumas pessoas podem não entender, mas existem muitos tipos de amor. Muitos deles são confundidos e mal-interpretados, o que é uma pena. O amor é a mais poderosa de todas as magias; vence qualquer tipo de maldade quando é verdadeiro e puro.
Sim, o amor tem sido banalizado por algumas pessoas, mas ele existe, e é muito bom poder falar de amor de um jeito comum a todos; de certa forma poder compartilhar um pouco deste sentimento tão nobre que tem sido esquecido nos tempos atuais.
Ninguém pode dizer que outra pessoa não conhece o amor, até porque todos somos amados antes mesmo de surgirmos no mundo, em meio à dor. O amor e a dor são inseparáveis, vividos por cada um de acordo com suas experiências pessoais. Já diz Gabriel Chalita: “O amor mais amado surge depois de uma dor prolongada: amor de mãe!”. Não importa a idade, sexo, cor ou coisa do gênero: todos nós já experimentamos pelo menos uma forma de amor.
A própria amizade é um amor! Porque o amor não se explica, se sente, em todas as suas formas. Só as pessoas de coração mais puro o conhecem de verdade, e podem vivê-lo plenamente, não se deixando levar pelas maldades do mundo. Superando a ignorância, o ódio e o julgamento. Valorizando as coisas mais simples.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!