sábado, 28 de maio de 2011

ROMANTISMO II

A importância da poesia
Para mim não tem medida
É uma grande sinestesia
Paráfrase da vida.
Nunca me prendi a regras
Me deixo levar pela inspiração
Como ela vem, deveras
É escrita pela minha mão.
Um de meus grandes desejos
Seria voltar à minha infância
Em um mundo nos meus lampejos
Onde não há discrepância.
Lá eu também tenho minha amada
Ninguém impede que felizes vivemos
A paz nos está reservada
Quietos e serenos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!