sábado, 24 de setembro de 2011

SILÊNCIOS

Se você não fosse
Meu amigo de verdade
Como o irmão que eu sempre quis
E se não se importasse
Com aquilo que sinto
Não faria de tudo
Pra não me ver sofrer ou chorar
Nem me aceitaria ao teu lado
Em nossas conversas singelas.
Não te preocuparias
Se estou bem
Ou se ainda tenho inspiração
Pra escrever novos versos.
Teus silêncios me bastam
Pra que eu tenha consolo
Não precisas ter medo de me abraçar
Se não sabes o que dizer
É de ti que eu preciso
E não me pergunte por quê
Porque eu não sei dizer.
Mas é em ti que eu confio
Pra me abrigar...
Não me negue esta dádiva!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!