terça-feira, 10 de março de 2015

Sem ação

Olhos inquisidores
me observam.
Mãos impiedosas
me empurram,
me apertam.

Cada movimento
estritamente vigiado
íntimo pensamento
talvez adivinhado.

Palavras cruéis
são gritadas,
minhas vontades
constantemente amassadas
alma sufocada.

Abrigo, tormento?
Pressão despedaça
com tempo
causa desgraça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo feedback!